PUBLICIDADE
Topo

Ana Maria Braga é acusada de xenofobia e racismo em homenagem a asiáticos

Ana Maria Braga levou integrante usando maquiagem e fazendo preconceito linguístico contra amarelos - Reprodução/TV Globo
Ana Maria Braga levou integrante usando maquiagem e fazendo preconceito linguístico contra amarelos Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 11h27Atualizada em 17/06/2021 12h46

Ana Maria Braga imitou o sotaque de asiáticos durante um quadro do "Mais Você" de hoje, que seria uma homenagem aos descendentes de povos de países do leste do continente, como China, Japão, Coreia do Norte e Coreia do Sul.

Na véspera do Dia da Imigração Japonesa, Ana Maria enviou a repórter Ju Massaoka ao bairro da Liberdade, em São Paulo, conhecido pela maior concentração da população nipobrasileira na cidade, mas que também contou com a presença de negros ao longo de sua história.

Após sua participação ao vivo, Ju Massaoka assistiu Ana Maria e colegas de equipe do "Mais Você" trocarem a letra "R" pelo "L" na tentativa de imitar um suposto sotaque — um ato considerado racista e xenófobo pelos descendentes da comunidade, mesmo estes sendo brasileiros natos.

Fazer uma homenagem para você e para todos. Tenho um samurai aqui vestido adequado para você e fala como samurai.

O rapaz, vestido com roupas e usando maquiagem nas cores branca e vermelha, começou a trocar as letras do nome da apresentadora, sendo imitado por ela.

Ana Maria Braga - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Ana Maria Braga colocou integrante da equipe enquanto repórter de ascendência leste-asiática participava do 'Mais Você'
Imagem: Reprodução/TV Globo

Além de expressão de um preconceito linguístico, o público identificou outra prática problemática durante o quadro, a "Yellow Face", que acontece quando alguém de outro tom de pele, geralmente branca, pinta o rosto para se caracterizar como pessoa de pele amarela.

Em 2020, foram registrados ataques racistas contra asiáticos após a identificação do coronavírus no Brasil. Apesar de o primeiro caso ter chegado via um morador de São Paulo que estava na Itália, parte da população associou a origem do vírus com o local de seu primeiro surto, Wuhan, na China.

A reportagem procurou a emissora para comentar as acusações dos telespectadores, mas não obteve resposta até o momento.