PUBLICIDADE
Topo

Padre Fábio de Melo fez última oração e não pôde velar a mãe: 'Crueldade'

Padre Fábio de Melo se emocionou em depoimento ao "Saia Justa" - Reprodução/Globoplay
Padre Fábio de Melo se emocionou em depoimento ao 'Saia Justa' Imagem: Reprodução/Globoplay

Do UOL, em São Paulo

08/07/2021 11h51Atualizada em 08/07/2021 11h53

O padre Fábio de Melo se emocionou ao lembrar a última conversa e oração feita com a mãe, Ana Maria, morta em março em razão da covid-19. Antes de ser intubada, o padre falou com a mãe.

Em entrevista ao "Saia Justa", do GNT, padre Fábio de Melo disse que tentou disfarçar que estava bem ao fazer a oração.

Na última chamada de vídeo. Lembro como se fosse hoje: ela do lado de lá e eu dando a ela o que era de mais sagrado, que era o ser padre. Minha mãe tinha uma alegria por ser padre. Eu fui fazer uma oração como se estivesse em paz. Eu falei: 'agora a senhora vai dormir um pouquinho porque está muito cansada'. Ela não me desmentiu, fez o que sempre fez. Me acolheu mesmo quando era mentiroso. A última frase dela pra mim foi: 'sim, vai ficar tudo bem'.

Padre Fábio de Melo - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Padre Fábio de Melo e sua mãe
Imagem: Reprodução Instagram

Ana Maria morreu no dia 27 de março, aos 83 anos de idade. Ela estava na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) um hospital em Uberlândia (MG).

Segundo o padre, ele não pode acompanhar o velório e os cuidados que o corpo da mãe recebeu antes de ser sepultado devido à covid-19.

Aí vem a segunda crueldade da doença: você não poder velar. Não sei como a minha mãe foi sepultada. Ela que era tão vaidosa, a gente não pôde colocar nela o vestido que mais gostava, nada disso.

O depoimento emocionou Gaby Amarantos, Pitty, Mônica Martelli e Astrid Fontenelle.

Padre Fábio de Melo ainda descreveu quando chegou ao cemitério. No momento em que desceu do veículo, ele se deparou com o caixão em que estava o corpo da mãe.

Sabe aquela coisa que você sabe que não vai esquecer? Quando o carro parou, infelizmente, ficou a três metros do carro funerário. Eu vi o caixão da minha mãe. Não conseguia andar, parecia que estava paralisado. Falava: 'nessa caixa tá a mulher que mais amei na vida'. Foi a pessoa que me trouxe ao mundo, que me ensinou tudo. Eu fiz duas faculdades, mas nada supera o que minha mãe me ensinou. Nada foi mais surpreendente até o último momento que a vida da minha mãe. E ela estava ali naquela caixa lacrada.

Ele ainda contou que a mãe brincava com uma frase de quando ela estivesse morta. Fábio deveria olhar para ela e perguntar: o que ela falaria ainda?

Ela sempre dizia uma frase que nunca pude concretizar. Ela me olhava e dizia: 'se eu pudesse, viveria mais um pouquinho'. Essa era a frase dela.

padre fábio - Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
Mônica Martelli se emocionou com depoimento de padre Fábio de Melo
Imagem: Reprodução/Globoplay