PUBLICIDADE
Topo

Daniela Lima cita na CNN ataques por fake news: 'Faço jornalismo correto'

Uma notícia falsa divulgada no Twitter dizia que a jornalista apoiou queima de estátua em SP - Reprodução/CNN Brasil
Uma notícia falsa divulgada no Twitter dizia que a jornalista apoiou queima de estátua em SP Imagem: Reprodução/CNN Brasil

Do UOL, em São Paulo

26/07/2021 17h32

Daniela Lima, apresentadora do "CNN 360º", interrompeu o programa hoje para denunciar uma postagem no Twitter que diz que ela apoiou a queima da estátua do bandeirante Borba Gato em São Paulo.

A jornalista afirma que a desinformação levou a ataques e ameaças à sua família:

"Eu queria olhar para as pessoas que foram até as minhas redes dizer que eu deveria morrer, que iam incendiar a minha casa, que iam assassinar os meus pais, que a minha mãe e o meu pai deveriam morrer em breve. Eu escolhi atuar com o jornalismo, e faço jornalismo correto".

Daniela afirma que as distorções sobre suas falas não são novidade: "Eu tenho sido vítima nas últimas semanas de uma série de distorções, edições maldosas cuja pior interpretação possível é sempre dada a trechos de coisas que eu disse".

A jornalista completa que, no último final de semana, o ataque "escalou", e explica que nunca disse a frase falsamente atribuída a ela pelo perfil no Twitter que simula a identidade visual do G1, portal do Grupo Globo. Ela sequer estava trabalhando no sábado, quando a estátua foi incendiada.

Eu não passo pano para criminoso, e quem vai nas redes sociais covarde atacar a mim e à minha família com base em mentira vai ter de ser responsabilizado. Internet não é terra de ninguém. Eu escolhi fazer jornalismo, a minha família não.