PUBLICIDADE
Topo

Um dia na Record e outro na Globo: como Daniele Hypolito conseguiu?

Daniele Hypolito é comentarista da ginástica na Globo - Reprodução/Instagram
Daniele Hypolito é comentarista da ginástica na Globo Imagem: Reprodução/Instagram

Lucas Pasin

Do UOL, no RIo

02/08/2021 04h00

Com apenas um dia de diferença, Daniele Hypolito pulou de um reality show na Record, o "Power Couple", onde esteve ao lado do marido, Fábio Castro, para o grande investimento de audiência da Globo: a transmissão das Olimpíadas de Tóquio-2020. A ginasta, que ganha agora o papel de comentarista esportiva, surpreendeu a web ao aparecer em dois canais considerados rivais em tão pouco tempo.

O processo foi todo correto. Recebi o convite do Grupo Globo e mandei um e-mail para a Record pedindo liberação. Por se tratar de Jogos Olímpicos, algo que tem muito a ver comigo, queria muito participar. Com isso fizemos um acordo totalmente legal entre as partes e pude ter essa liberação mesmo faltando ainda alguns dias para o fim do contrato. Daniele em entrevista ao UOL. O contrato com a Record terminaria apenas no dia 15 de agosto.

Além de poder participar de certa forma de uma Olimpíada, o trabalho de comentarista esportiva na Globo também se tornou interessante para Daniele por casar com algo que ela pretende investir em um momento migratório da carreira. A ginasta quer se tornar apresentadora esportiva.

"Agora nas Olimpíadas estou dando o primeiro passo para algo que quero muito fazer. Sou apaixonada por esportes. Acompanho vôlei, basquete, tênis e natação. Sou de ir ao Maracanã ver jogos, quando era possível. Quero muito seguir nessa área da comunicação para ser apresentadora esportiva. Vou estudar o que for preciso."

Daniele Hypolito quer seguir na comunicação esportiva - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Daniele Hypolito quer seguir na comunicação esportiva
Imagem: Reprodução/Instagram

Fuso horário Japão

Além de ter pulado de um programa para outro, Dani Hypolito está lidando também com algo que todos os brasileiros estão sentindo nos Jogos Olímpicos: o fuso horário. A atleta precisou adaptar sua rotina para conseguir comentar o esporte na Globo:

"Durmo pouco, ou mais cedo, mudei meu horário de treino. Tudo que eu fazia de manhã estou fazendo agora à tarde. É tudo por uma oportunidade, por uma porta que se abriu, e que eu espero que seja só o começo para outras coisas na área surgirem".

E o que é mais difícil: competir num reality ou em um grande campeonato esportivo?

Com certeza o reality, que sai da minha zona de conforto. É mais complicado do que enfrentar um ginásio lotado numa competição olímpica. Para o esporte, fui preparada a minha vida inteira, mas para outras competições é diferente e complicado.

Prata de Rebeca Andrade

Assim como Daiane dos Santos, que se emocionou ao comentar a medalha de prata da ginasta Rebeca Andrade em sua competição solo, Daniele Hypolito revela que também foi muito difícil não chorar e relembrar todo o esforço de um trabalho na ginástica.

Foi bastante difícil até falar depois da medalha que a Rebeca ganhou. Participei de um programa, senti que estava um pouco séria, mas é que era um trabalho, precisava passar informação. Não foi fácil conter aquela emoção gigante.

Daniele completa: "Conheço a Rebeca desde pequena, treinamos com ela. Vimos de perto suas dificuldades por conta das cirurgias. Não tem como saber de tudo isso e não se emocionar."