PUBLICIDADE
Topo

Princesa Diana queria se mudar pra Califórnia com Harry e William

William, Diana e Harry em 1993: princesa queria se mudar para Califórnia com filhos - Jayne Fincher/Princess Diana Archive/Getty Images
William, Diana e Harry em 1993: princesa queria se mudar para Califórnia com filhos Imagem: Jayne Fincher/Princess Diana Archive/Getty Images

Colaboração para o UOL

01/09/2021 08h25Atualizada em 01/09/2021 08h25

A princesa Diana queria se mudar para a Califórnia com os filhos, William e Harry, e trabalhar com cinema.

A revelação foi feita por Stewart Pearce, 68 anos, ao Daily Mail. Pearce foi amigo pessoal e coach de Diana de 1995 até sua morte. ajudando a princesa de Gales a aperfeiçoar sua voz, postura e expressão. Segundo Pearce, Diana planejava ainda levar os filhos William e Harry para os Estados Unidos ao passo que seu romance com Dodi Fayed avançava.

Pearce disse que a princesa de Gales, que morreu em um acidente de carro fatal no domingo, 31 de agosto de 1997, via uma mudança para Malibu, Califórnia, como a chave para trabalhar em sua carreira atrás das câmeras.

"Havia uma série de grandes projetos fermentando em sua consciência por meio de ofertas que tinham sido oferecidas a ela. Mas uma das maiores oportunidades que ela queria ter era começar a desenvolver documentários sobre caridade que seriam transformados em grandes filmes. Ela planejava passar muito tempo em Hollywood", contou Pearce.

A questão é que Diana estava realmente começando a explorar seu poder criativo."

Pearce acrescentou que Diana estava consultando os principais executivos e agentes de Hollywood sobre suas ambições de fazer filmes.

"Tudo o que ela fez foi assinado com o autógrafo de excelência, o que significa que ela consultou as pessoas certas", disse ele.

Pearce disse ainda que antes de sua morte, Diana estava indo para Los Angeles com Dodi Fayed ao seu lado. Fayed, que foi produtor executivo de "Carruagens de Fogo", vencedor do Oscar de melhor filme em 1981, encorajou sua nova namorada a usar sua voz em documentários.

"Diana era quem Diana era. Parece um pouco simplista, mas o que quero dizer é o seu charme, sorriso e a forma como as pessoas demonstraram respeito por ela... eu sinto que podemos dizer que ela teria encontrado pontos de acesso fáceis em grandes empresas de produção em todo o litoral oeste", completou.

Em seu livro, "Diana: The Voice of Change", Pearce escreveu como a dupla refinou a voz de Lady Di, usando exercícios mentais para melhorar sua confiança, independência e determinação.

Pearce disse que planeja escrever mais sobre a princesa.

"Já estou começando a escrever o próximo livro, que será baseado no legado de Diana. Estou absolutamente emocionado. Acho realmente incrível que as pessoas tenham considerado útil minha humilde contribuição".