PUBLICIDADE
Topo

Filha de influencer assassinada em SP ainda está em choque, diz amiga

Felipe de Souza

Colaboração para o UOL, em Campinas (SP)

07/09/2021 04h00

Quase 24 horas depois de presenciar a morte da mãe e do pai, a jovem de 21 anos filha da influencer Bruna Quirino, 38, assassinada a facadas em Valinhos, no interior de São Paulo, ainda estava "em choque, não dormiu e nem comeu direito" na noite de ontem (6), segundo uma amiga da hair influencer.

A Polícia Civil não tem dúvidas de que Rodrigo Quirino, 42, foi o autor das facadas que mataram Bruna. Ele tirou a própria vida depois de ver a companheira morta, segundo a investigação. O que ainda falta ser esclarecido é porque o crime aconteceu.

Lana Lima, amiga de Bruna há 16 anos, contou ao UOL que ela nunca havia comentado sobre nenhuma discussão ou qualquer desentendimento com o marido. A influencer tinha acabado de abrir uma loja de cabelos naturais com Quirino.

"Ela estava super feliz com a abertura da loja, estava empolgada, entusiasmada. Com o sorriso que era característico. Nunca, nesses anos, a Bruna disse que o Rodrigo 'tinha feito isso', 'tinha feito aquilo', 'estava desse jeito'. Ele era muito educado, sempre foi muito respeitoso", afirma.

Ela foi uma das primeiras a ser avisada sobre o crime, que aconteceu no prédio onde a família morava, no bairro Bom Retiro — e achou que era uma trote. "Nunca poderíamos imaginar que aconteceria um fato desse", aponta.

Filha em estado de choque

A filha do casal, de 21 anos, também foi ameaçada pelo pai. O ataque aconteceu na sala do apartamento. A jovem ouviu a gritaria, e quando chegou ao cômodo, viu a mãe ensanguentada. Rodrigo tentou partir para cima dela, mas conseguiu se esconder.

Nisso, Bruna tentou descer as escadas do prédio (que tem quatro andares), para pedir socorro. Muito ferida, caiu, e morreu no local.

Segundo a Polícia Civil, que ouviu vizinhos e condôminos hoje, Rodrigo ficou desesperado e se esfaqueou na sequência. Ele caiu no final da escada onde Bruna estava, na entrada do bloco.

A filha foi levada em estado de choque à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Lana, que também é próxima da garota, relatou que a jovem, mesmo após ter recebido alta, ainda está abalada com o que presenciou.

"Ela não dormiu, não comeu direito, e está inconsolável, desolada. Tentamos fazer de tudo para que ela se alimentasse, mas o que ela viu foi algo extremamente pesado", comentou.

Fontes confirmaram ao UOL que a jovem, mesmo muito abalada, foi à delegacia de Valinhos prestar depoimento na noite de ontem e contar o que viu.

'Sorriso empoderado'

Bruna era hair influencer. Fazia questão de exibir os cuidados que tinha com o cabelo, e decidiu fazer disso uma profissão. Ela tinha uma loja virtual, em sociedade com Rodrigo, que vendia perucas feitas de cabelo natural.

A abertura da loja foi comentada em um vídeo publicado no YouTube às 12h53 de ontem. O crime, segundo a Guarda Municipal, aconteceu às 23h.

"A Bruna tinha um sorriso empoderado, de mulher guerreira, forte, amiga. Eu tenho muito orgulho em tê-la conhecido. Estamos sem chão. Perdi uma companheira de vida", lamenta Lana.