PUBLICIDADE
Topo

Nego do Borel é indiciado por lesão corporal contra Duda Reis: 'Doloroso'

Duda Reis também se manifestou sobre a participação de Nego na "Fazenda" - Reprodução / Instagram
Duda Reis também se manifestou sobre a participação de Nego na 'Fazenda' Imagem: Reprodução / Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/09/2021 09h11Atualizada em 18/09/2021 17h57

O cantor Nego do Borel, atualmente confinado no reality 'A Fazenda 13', da Record, foi indiciado por lesão corporal contra a influenciadora Duda Reis. A informação, compartilhada por ela nas redes sociais, foi confirmada pela Polícia Civil e pela assessoria de imprensa do cantor.

O inquérito foi instaurado pela 2ª Delegacia de Defesa da Mulher. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o caso já foi "encaminhado ao Juízo competente, com indiciamento do investigado pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica em razão da existência de indícios de lesão à saúde psíquica da vítima".

Duda expôs a situação no Twitter e fez um alerta para quem questiona o depoimento das mulheres que fazem denúncias contra seus companheiros. "Hoje, Nego do Borel foi indiciado por violência doméstica contra mim. Acho que vocês precisam saber, principalmente quem duvida da palavra da mulher e sempre a coloca em questão", disse a atriz.

A influencer e o cantor ficaram juntos por quase três anos e terminaram o noivado em dezembro de 2020. Um mês depois, ela registrou um Boletim de Ocorrência da Delegacia da Mulher de São Paulo o acusando de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, violência doméstica e transmissão de HPV.

Procurada pelo UOL, a assessoria do funkeiro confirmou que Nego do Borel foi indiciado por lesão corporal e destacou que a ocorrência se deu "devido a perturbações psíquicas", colocando em foco que não teria havido agressão física. "O cantor foi acusado de diversos crimes por sua ex-companheira e após as investigações preliminares, a Delegada não encontrou provas que justificassem o indiciamento do Leno por nenhum outro crime", diz o comunicado.

"Com relação ao indiciamento pela lesão corporal cumpre dizer que o fato é extremamente subjetivo, já que considerou perturbações psicológicas, e é só questão de tempo para o Leno também provar sua inocência, pois carece de comprovação fática a qual não se sustentará no processo penal, onde estarão presentes os princípios da ampla defesa e do contraditório", conclui o texto.

Atitudes do ex no reality

A ex-noiva do cantor recentemente criticou a participação de Nego no reality, que já rendeu polêmicas. "O que mais me entristece, é ver uma emissora dando espaço para um "homem" que foi denunciado por três mulheres diferentes sobre violência doméstica. A Record está sendo responsável por desestimular a mulher a denunciar! Agressor não pode ter vez", desabafou a atriz.

Ainda, Duda criticou a atitude de Nego, que foi acusado de assédio na 'Fazenda' após tentar beijar Dayane bêbada. "Ver uma mulher num estado aonde ela não está respondendo mais por si só e ver um homem a forçando a fazer coisas mesmo depois de ouvir diversos 'nãos', é muito doloroso. Ver também a emissora passando pano para isso, é pior ainda", postou ela.

Procurada pelo UOL, até o momento a Record não se manifestou sobre os últimos acontecimentos envolvendo o participante.

Lei Maria da Penha

Indiciado por lesão corporal, Nego pode ser enquadrado na Lei Maria da Penha. Em agosto deste ano, mudanças na lei tipificam a violência psicológica e a perseguição contra a mulher e determinam o afastamento imediato do agressor e o cumprimento da pena em regime fechado.

Como denunciar violência

Caso uma vítima tenha sofrido violência sem ferimentos graves, ela pode recorrer imediatamente à Delegacia da Mulher, se existir essa unidade em seu município, ou à delegacia de Polícia Civil, para registrar um boletim de ocorrência.

Quando houver ferimentos graves, com necessidade de pronto-atendimento, a unidade de saúde ou hospital deverá fazer o encaminhamento ou orientar a paciente para que procure a delegacia de polícia. Na maioria dos casos com internamento, o próprio hospital confirma a violência e avisa à Polícia Civil.

Disque 190 - Deve ser acionado em caso de flagrante ou em que a situação de violência esteja ocorrendo naquele momento.

Disque 181 - Pode ser usado para denunciar anonimamente a violência. As informações serão conferidas pela polícia.

Disque 180 - A Central de Atendimento à Mulher funciona 24 horas. A ligação é gratuita, anônima e disponível em todo o país.

Ministério Público - Acesse o site do Ministério Público do seu estado e saiba qual a melhor forma de fazer a denúncia. Alguns estados possuem, inclusive, núcleos de gênero especializados em atender mulheres vítimas de violência.