PUBLICIDADE
Topo

Gabby Petito: família pede que advogado do noivo não use foto da influencer

Influenciadora Gabby Petito, encontrada morta nos EUA - Reprodução/Instagram
Influenciadora Gabby Petito, encontrada morta nos EUA Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

22/09/2021 16h46

A família de Gabby Petito exigiu que Steven Bertolino, advogado da família de Brian Laundrie (noivo da influencer assassinada nos EUA), não use fotos da jovem de 22 anos sem autorização na internet.

De acordo com o TMZ, o pedido foi feito após ser verificado que o advogado usava fotos de Gabby em uma rede social chamada "Yelp", voltada para avaliação de estabelecimentos comerciais.

Segundo a publicação, Steven Bertolino tem 14 horas para remover as fotos da influencer. O pedido foi feito pelo também advogado Richard Benson Stafford, que defende a família Petito.

Brian Laundrie está sendo investigado após denúncias que o apontam como suspeito do homicídio. Um perícia foi realizada na casa do jovem de 23 anos na última segunda-feira (20).

Segundo a Fox News, os pais do rapaz, Chris e Roberta Laundrie, foram removidos do local e o FBI declarou que a propriedade era uma "cena de crime". A polícia local não informou detalhes sobre o que foi averiguado no local.

Os policiais estão buscando o noivo de Gabby, considerado uma pessoa "relevante" para a investigação, para prestar novos esclarecimentos. Na sexta-feira (17), a família disse a investigadores não ter visto Brian Laundrie desde a última terça-feira (14), quando ele disse ter "saído para uma caminhada" na reserva Carlton. Desde sábado (18), dezenas de agentes da polícia têm feito buscas na área, onde há muitos pântanos, em busca dele.

Polícia busca noivo após denúncias

A americana, de 22 anos, desapareceu enquanto fazia uma viagem em sua van com o noivo, Brian Laundrie, por parques nacionais pelo país. Eles deixaram a Flórida em julho. O último contato com a família aconteceu em 25 de agosto.

Os restos humanos foram encontrados no domingo (19), e o médico legista concluiu a confirmação após a realização de testes de DNA.

Segundo o registro de câmeras do sistema de reconhecimento automático de placas numéricas, a van de Gabby, usada pelo casal na viagem, voltou à cidade no dia 1º de setembro (mesma data de retorno do noivo).

Após a confirmação do homicídio, o TMZ informou que uma denúncia anônima sobre o caso de Gabby Petito informou que o noivo, de 23 anos, foi visto agredindo a jovem semanas antes do desaparecimento.

O site também noticiou que a polícia da Flórida está investigando imagens da floresta captadas pela câmera do autor de outra denúncia.

Segundo o autor, Brian estaria andando por um local distante de sua residência carregando uma mochila. O registro também será utilizado na investigação da morte de Gabby Petito.