PUBLICIDADE
Topo

Helô Pinheiro volta a fazer tratamento contra câncer na tireoide: Tenho fé

Helô Pinheiro retoma tratamento contra câncer na tireoide - Reprodução/Instagram
Helô Pinheiro retoma tratamento contra câncer na tireoide Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/09/2021 10h21Atualizada em 29/09/2021 10h26

Helô Pinheiro, 76 anos, está passando por um momento complicado de sua vida, mas não deixou de ter esperança. Ela está lutando contra um câncer na tireoide, retirada em julho deste ano.

Segundo ela, o tratamento com iodoterapia teve que ser adiantado pela paralisação dos insumos do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nuclear).

"O tratamento deveria ter começado no dia 13 de setembro, mas recebi a notícia pelo médico Dr Wilson Ichiki que o IPEN , único distribuidor do insumo no Brasil, estava sem o produto por problemas financeiros e que, sendo assim, meu tratamento havia sido cancelado e estava sem previsão de início. Me deixou bastante abalada. Mas sou uma pessoa que aguarda na fé e conformada com tudo que Deus me encaminha. Não é fácil, mas com esperança a gente se acalma", contou ela em entrevista à Quem.

A eterna "Garota de Ipanema" também falou sobre as restrições que precisa ter antes de começar o tratamento, que está marcado para o dia 13 de outubro.

O cardápio é bem exigente nos 20 dias que antecede ao tratamento. Está proibido tudo que é derivado do leite, álcool, frutas secas e iodo, ou seja, sal de jeito nenhum. Além disso, não posso tingir o cabelo nem pintar as unhas. Tudo isso para que surta efeito o tratamento.

O tratamento é complicado, tendo até algumas alterações de humor após a retirada da tireoide, mas Helô tenta se manter positiva.

"O Dr Otavio Curioni, que retirou toda a tireoide, notou a minha instabilidade emocional quando às vezes tenho vontade de chorar sem motivo ou fico irritada. A tireoide regula os hormônios e como tive que retirá-la há necessidade de reposição e já estou fazendo isso com medicamento. Para me ajustar aos momentos que tenho esse tipo de irregularidades emocionais, também rezo. Além disso, as pessoas que estão a minha volta tem sido compreensivas e estão me dando força o suficiente para que eu não lembre de coisas tristes. Estou superando bem", acrescentou.

As primeiras fases do tratamento devem acontecer em outubro e logo apresentarão resultado, só depois disso, ela poderá dizer que está curada.

"Só posso me considerar curada após a finalização do tratamento porque ele que irá relatar através da cintilografia se meu corpo está isento da doença em sua totalidade. Tenho fé em Deus e a esperança."