PUBLICIDADE
Topo

Globo terá novo presidente; entenda a árvore genealógica da família Marinho

Paulo Marinho assumirá a presidência da Globo em 2022 - Divulgação / Globo / Sergio Zalis
Paulo Marinho assumirá a presidência da Globo em 2022 Imagem: Divulgação / Globo / Sergio Zalis

Do UOL, em São Paulo

14/10/2021 16h18Atualizada em 14/10/2021 20h23

Paulo Marinho assumirá a presidência da Globo a partir de 2022. O diretor de Canais Globo (TV aberta, por assinatura e afiliadas) é neto de Roberto Marinho — fundador do Grupo Globo, morto em 2003.

Paulo, que vai fazer 45 anos no próximo dia 30, já foi também diretor dos canais infantis Gloob e Gloobinho e da unidade de negócios digitais da Globosat.

João Roberto Marinho, por sua vez, assumirá a presidência do Grupo Globo. Até então, a liderança das empresas era unificada em Jorge Nóbrega, primeira pessoa de fora da família Marinho a ocupar um cargo na presidência.

Árvore genealógica

Roberto Marinho teve quatro filhos: Roberto Irineu (nascido em 1946), Paulo Roberto (1950), João Roberto (1952) e José Roberto (1955), todos do casamento com a primeira mulher, Stella Goulart Marinho. Paulo Roberto morreu em um acidente de carro em 1970.

Irineu, primogênito de Roberto Marinho e presidente do grupo familiar até o começo do ano, começou a trabalhar no jornal O Globo em 1965, como aprendiz de linotipista (espécie de tipógrafo). Ele passou depois pelos cargos de repórter, diretor de revistas e livros e vice-presidente executivo.

Irineu tem quatro filhos, Maria Antônia, 44 anos, Roberto Marinho Neto, 38 — integrante do Conselho de Administração do Grupo Globo e marido da Fiorella Mattheis e os gêmeos Stella e Rafael.

Em abril, João Roberto Marinho, o segundo filho, substituiu o primogênito Roberto Irineu na presidência do Conselho de Administração do Grupo Globo. Irineu passou à vice-presidência.

João Roberto começou a carreira em 1973 como repórter do jornal O Globo. Ele tem três filhos, Paula, 48 anos, Rodrigo, 45 e Luiza, 39.

José Roberto, filho mais novo de Roberto Marinho, está à frente da Fundação Roberto Marinho e começou a carreira em 1972 como repórter do O Globo, nas editorias de Política e Cidades. Em 1981, foi editor-assistente do jornal e, dois anos depois, foi subchefe da redação.

José Roberto, que se destaca por promover ações no terceiro setor, sobretudo na área ambiental, é pai de Flávia, 47 anos, Paulo — que será o novo presidente da Globo, — Isabela, 30, Ignácio, 27 e Nina, 16.

Fortuna

Os três filhos de Roberto Marinho integram a lista Forbes de mais ricos do planeta, divulgada em abril deste ano, na 1750ª posição. Cada um tem a fortuna de 1,8 bilhão de dólares, cerca de R$ 10 bilhões na cotação atual.

Mudanças no Grupo Globo

Segundo comunicado da emissora, as alterações na liderança são parte da transformação digital da Globo.

Faz parte da jornada de profunda transformação digital da empresa, que foi iniciada por Nóbrega em setembro de 2018 e que estará a cargo de Paulo Marinho a partir do ano que vem.