PUBLICIDADE
Topo

Em raro posicionamento, rainha Elizabeth critica líderes por crise do clima

Rainha Elizabeth disse acompanhar tudo envolvendo a COP26 - Toby Melville
Rainha Elizabeth disse acompanhar tudo envolvendo a COP26 Imagem: Toby Melville

Do UOL, em Sâo Paulo

15/10/2021 10h14Atualizada em 15/10/2021 10h14

A rainha Elizabeth 2ª mudou a postura discreta e isenta sob assuntos políticos e criticou líderes mundiais por omissão em meio à crise climática no mundo. O desabafo da monarca do Reino Unido foi captado por microfones de emissoras.

A chefe de Estado dos países da Commonwealth participou da abertura do parlamento do País de Gales em Cardiff. Ela conversava com a nora Camila e Elin Jones, a presidente do parlamento.

Elizabeth disse que postura dos líderes em prometer ações e não cumpri-las é "irritante", de acordo com a CNN e a BBC.

Tenho ouvido tudo sobre a COP26 [que ocorrerá na Escócia com líderes mundiais]. Ainda não sei quem está vindo. Rainha Elizabeth

Em outro trecho, a monarca teria dito:

Só sabemos das pessoas que não vêm. É muito irritante quando falam, mas não fazem. Rainha Elizabeth

A COP26 (Cúpula do Clima) será em Glasglow e é um evento anual da ONU sobre mudanças climáticas, com o objetivo de reduzir os estragos e impactos da atividade humana na vida terrestre.

A BBC destaca que não é comum ouvir opiniões da rainha, que não pode interferir politicamente e nem tem poder de intervenção dentro do sistema britânico. COnutdo, é sinal de que ela, aos 95 anos, está ativa sobre os assuntos mundiais.

O comentário foi após o príncipe William criticar o turismo espacial e pediu concentração nos problemas do planeta antes da grande conferência sobre o clima COP26. William fez o desabafo horas depois de o ator da série "Star Strek" William Shatner ter feito uma viagem de alguns minutos ao espaço,

Entre os líderes mundiais esperados estão o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o premiê britânico Boris Johnson. Já os presidentes da China, Xi Jinping, da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, não confirmaram presença.

A delegação brasileira para a Cúpula do Clima está sob chefia do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, escalado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O vice-presidente Hamilton Mourão desejava o cargo, mas foi declinado.