PUBLICIDADE
Topo

Milionário condenado à prisão perpétua é intubado com covid-19

O empresário Robert Durst comparece a corte criminal durante julgamento de invasão de propriedade, em Nova York - Mike Segar/Reuters
O empresário Robert Durst comparece a corte criminal durante julgamento de invasão de propriedade, em Nova York Imagem: Mike Segar/Reuters

Do UOL, em São Paulo

17/10/2021 15h06Atualizada em 17/10/2021 15h06

Condenado à prisão perpétua na última semana pelo assassinato de uma amiga, Robert Durst foi diagnosticado com covid-19 e submetido a ventilação mecânica.

Ao Los Angeles Times, o advogado do magnata do setor imobiliário, Dick DeGuerin, disse que ele já enfrentava problemas de saúde durante a audiência em que foi condenado.

Ele estava tendo dificuldade para respirar e se comunicar. [...] Ele parecia pior do que nunca e fiquei muito preocupado com ele. disse

Afinal, quem é Robert Durst?

Robert Durst foi condenado à prisão perpétua por assassinar sua melhor amiga, Susan Berman.

A história dele foi tratada no explosivo documentário da HBO "The Jinx". No final da produção, ele murmura para si mesmo: "Pronto, te pegaram" e "Matei todos eles, claro", aparentemente sem saber que um microfone em sua roupa ainda seguia ligado quando ele interrompeu a gravação para ir ao banheiro.

Em setembro deste ano, ele foi considerado culpado pelo crime que aconteceu em 2000, para impedir a amiga de falar com a polícia sobre o desaparecimento da própria mulher.

A morte de Berman não é a primeira em que Durst enfrenta um julgamento. Em 2003, ele disse à polícia que matou e esquartejou um vizinho em Galveston, no Texas, dois anos antes.

Na ocasião, o magnata afirmou ter atirado no homem e o cortado. Os promotores disseram que ele queria roubar a identidade do homem e escapar da investigação sobre o desaparecimento de sua esposa.

Ele também tem o nome envolvido no misterioso desaparecimento de sua primeira esposa, Kathleen McCormack Durst, em 1982.