Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Sucessor do “Tá no Ar” será ao vivo e dirigido por criadora do “Lady Night”

Mauricio Stycer

2007-01-20T19:05:01

07/01/2019 05h01

A diretora Lilian Amarante (à esq.) na apresentação da equipe do "Lady Night" em março de 2017

Como a maioria dos fãs já deve saber, esta sexta temporada do "Tá no Ar", que estreia no próximo dia 15, será a última do humorístico. Ao anunciar a decisão, em abril de 2017, Marcius Melhem informou que um novo programa de humor já havia sido encomendado pela Globo para estrear em 2020.

Mas como será este novo humorístico? "Posso falar que é um programa maior, e vou fazer uma coisa que não faço há algum tempo na TV, que é um programa meio gravado, meio ao vivo", revela Melhem ao blog. "Esse programa vai ser uma bela aventura. A gente está trabalhando com muito carinho, muito cuidado."

Agora em janeiro, foi acertada a contratação de um reforço de peso, a jornalista Lilian Amarante, que vai ajudar a criar e dirigir este novo programa. "É uma profissional maravilhosa, que se encantou por esta ideia, e veio trabalhar com a gente", conta Melhem.

Em 2017, na condição de chefe de criação de novos projetos da produtora Floresta, Lilian trabalhou na criação e dirigiu "Lady Night", talk show que Tatá Werneck apresenta no Multishow (e que a Globo exibirá agora em janeiro).

Lilian trabalhou por 13 anos, entre 2000 e 2013, na MTV. Como gerente de programas, envolveu-se na criação e direção de grandes acertos na área de humor no canal, entre os quais "15 Minutos", "Comédia MTV" e "Furo MTV". Estes programas deram visibilidade a uma turma talentosa, entre os quais se incluem Marcelo Adnet, Dani Calabresa, a própria Tatá, Paulinho Serra e Bento Ribeiro.

Veja também
Na Globo, Carlos Alberto "celebra" fim do "Tá no Ar" e diz contratar Melhem
Após deixar Record, Porchat aparece na Globo: "Boatos são verdades"

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.