PUBLICIDADE
Topo

BBB 20: Subestimado pelas fadas, Babu vira favorito ao prêmio

Hoje tem gol do Babugol  - Reprodução/TV Globo
Hoje tem gol do Babugol Imagem: Reprodução/TV Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

11/03/2020 18h28

Não importa quantas vezes Babu e Prior retornem dos paredões, as fadas sensatas e seus amigos Pyong e Daniel sempre inventarão justificativas rocambolescas para diminuir as vitórias.

Ainda embevecidas pela forma como o público reagiu aos fatos ocorridos na primeira semana de confinamento, são incapazes de entender qual é a grande narrativa que está sendo contada no BBB 20. Um spoiler: é cada vez menos sobre elas.

Veja como está a cotação de cada participante em mais um ciclo na casa mais vigiada de Curicica.

> EM ALTA

Babu: Está sentindo a Babumania aí no aconchego do lar, querido leitor? A última vez que vi algo assim foi quando lançaram aqueles tazos em pacotes de salgadinho. Todo mundo está vibrando com a participação do ator no BBB. Turrão e muitas vezes sem paciência para quem tá começando, Babu também é humilde e um ótimo parceiro. Subestimado pelos adversários, virou favorito sem precisar forçar a amizade com ninguém. As tiradas engraçadas e a sinceridade kamikaze encantam celebridades como Anitta e Gabigol. Já surge como terceiro mais popular na enquete do UOL.

Felipe: Foi o paciente zero da Babu Fever. O primeiro a acreditar no potencial do Tim Maia brasileiro e confortá-lo nos momentos mais difíceis. Desde então, se tornaram uma das melhores duplas da história do formato. Continua agindo de maneira absolutamente aleatória, mas com uma coerência de fazer inveja.

> EM BANHO-MARIA

Thelma: Está sendo deixada de lado pelas integrantes do Bloco Hegemônico, mas não larga as amigas. Precisa de uma virada para se firmar como uma das favoritas. Carisma não falta.

Manu: Seu melhor momento na temporada foi quando teve algo para contar: a fascinante passagem pelo quarto branco, quando estreitou laços com Gizelly e Prior, e a festa imediatamente posterior, quando preparou um galeto de pombo para o público. Parecia que ia engrenar, mas logo arrefeceu. Falta coragem para Manu continuar crescendo.

> EM QUEDA

Rafa: Acredita que o BBB é uma disputa de princípios. Esse é certamente um dos cernes da questão, mas o programa é uma disputa de narrativas. Sem contar uma história decente, o que sobra é um monte de opinião sobre as atitudes dos outros. Está agindo como se estivesse em um camarote do Twitter em Curicica.

Flayslane: Vai para onde o vento leva. Está tentando agradar o Bloco Hegemônico, mas já é um dos alvos prioritários do grupo.

Mari: Nem bêbada consegue causar do jeito certo. Encheu os cornos na festa de sábado e tudo o que conseguiu foi sujar diversos cômodos. Continua abaixo do radar e corre o risco de sair do BBB ainda menos famosa do que entrou.

Gabi: É quem mais tenta criar histórias lá dentro. Dois problemas: são sempre horríveis e ninguém é capaz de acreditar nelas.

> EM DESGRAÇA

Ivy: Talvez por ter entrado graças votação da casa de vidro, possui uma certeza inabalável de que é a dona e proprietária do programa. Sentirá saudades da época em que era conhecida como Ivysível: foi só aparecer mais que começou a se queimar bastante.

Pyong: Se perdeu completamente no jogo. Parte do princípio que as pessoas são julgadas pelo mesmo filtro que ele analisa os colegas. Pior que isso, acha que é uma régua moral para o público. Entretido com as montagens de paredão, não sobra muito tempo para qualquer narrativa mas genuína sobre as relações que estabelece na casa. Tudo é jogo.

Marcela: Além de enxergar o mundo de um jeito muito parecido ao do Pyong, ainda tem o Fator Daniel como agravante. É capaz de defender tudo que o rapaz faz, cega de paixão ou equivocada pelo impacto dos cartazes do shopping, aquele maldito shopping. E virou uma espécie de Coluna Chico Barney lá dentro: está sempre falando mal de algum participante do BBB 20. Menos de quem deveria.

Gizelly: É divertidíssima, tem potencial. Mas caiu na bobagem de concordar com tudo que Marcela diz, inclusive os reforços positivos do lamentável Daniel. Seria muito beneficiada pela eliminação do Casal Tragédia Grega.

Daniel: Continua destruindo o Bloco Hegemônico por dentro. Depois de encher a casa de spoilers, se tornou o maior plot twist da temporada. Jogou no lixo o favoritismo das fadas sensatas, para a sorte do povo brasileiro. Por mim, tudo bem.

> BÔNUS

No Obituário desta quarta-feira, Mauricio Stycer e eu discorremos a respeito da eliminação de Victor Hugo. Saboreie mais essa fina iguaria audiovisual.

E essas foram minhas humildes opiniões. Se não gostar, semana que vem tem outras.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney