PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Globo é mais importante para o Flamengo do que Flamengo para Globo

Jorge Jesus, técnico do Flamengo - GettyImages
Jorge Jesus, técnico do Flamengo Imagem: GettyImages
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

16/07/2020 19h14

O Flamengo foi vice! Apesar do título, a final do campeonato carioca perdeu para a reprise de Fina Estampa na maior parte do Brasil.

A transmissão pelo SBT teve um resultado espetacular no Rio de Janeiro, nada mais óbvio. Na média geral, conseguiu vencer por um décimo o repeteco da Pereirão contra Tereza Cristina.

Para a emissora do Silvio Santos, em péssima fase, foi um negócio da China. Para a pretensa demonstração de poderio bélico por parte do Flamengo, tenho cá minhas dúvidas se foi tão bom assim.

Resultado tímido

Um time que pretende se tornar uma marca global deveria ter uma performance mais reluzente nessa final, depois de tantos imbróglios.

O que ficou parecendo é que o futebol de maneira geral só tem essa proporção gigantesca hoje graças à proporção gigantesca da Globo, que é absolutamente fora da curva em relação a qualquer concorrente.

Futuro prometido

Esse aceleramento na transformação do futebol em nicho deveria preocupar um time com o potencial do Flamengo. Soltar as amarras com os direitos de transmissão é bom, mas radicalizar não é viável no longo prazo.

Tenho a impressão que em breve vai haver uma diminuição das tensões nessa relação entre rubro-negros e Vênus platinada.

Sem a capilaridade da Globo, o Flamengo é apenas uma ideia. No atual momento, esteja mais para delírio.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney