PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Fefito


Está na hora de falar abertamente sobre racismo no 'BBB'

Babu e Thelma - BBB20  (Foto: Reprodução/TVGlobo) - Reprodução / Internet
Babu e Thelma - BBB20 (Foto: Reprodução/TVGlobo) Imagem: Reprodução / Internet
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

07/04/2020 12h30

Resumo da notícia

  • Em conversa com Flayslane, Ivy comparou a pele negra com bronzeado
  • Babu já acusado de ser agressivo e ouviu de uma colega que se comportava como "um monstro"
  • Thelma foi deixada de lado pelas melhores amigas depois da chegada dos ex-Casa de Vidro

Há anos o "BBB" ensaia promover um debate sobre racismo dentro da casa mais vigiada do país. Na edição passada, por causa do contexto do país, a discussão não evoluiu como se imaginava e foi classificada por discurso do "politicamente correto". Neste ano, o assunto volta à baila, ainda que de maneira pressuposta, quando alguns participantes se referem diretamente a Babu ou Thelma.

Na última madrugada, no entanto, uma fala de Ivy, em conversa com Flayslane, deixou bem claro o quanto a questão racial está colocada como um elefante branco dentro do reality show. A participante chocou a muita gente ao dizer: "A Marcela falou do racismo, eu sou super contra julgar alguém por conta da pele, isso não existe. Mas ficar usando disso também eu não concordo. Ser preto não é malefício nenhum. Quanto mais morena eu fico mais eu gosto. Eu gosto é muito. Posso falar que quero ficar no sol pra ficar preta, perguntei pra Thelma? E ela disse que não, porque eu nunca vou ficar preta. Mas é muita coisinha que incomoda. Mas se incomoda, tudo bem. Mas ficar falando disso, pra quê? Todo mundo é igual, todo mundo merece o prêmio, se é branco, moreno, preto. São seres humanos. O que eles querem dizer é que sofrem mais pelo racismo. Pode ser, eu acredito, a Marcela disse que tem muito. Mas ninguém aqui vejo sendo racista com eles".

Ao achar que a vivência da comunidade negra pode ser comparada a um corpo bronzeado, Ivy mostra ignorância sobre o assunto. Flayslane, que concordou com ela em tudo, também. Curiosamente, Ivy tem votado em Babu consecutivamente há semanas. Da mesma maneira, sugeriu a Flay que indicasse Thelma ao paredão para que ela não fosse à final sem passar pela berlinda. Não por acaso, essa foi a justificativa de voto recebida pela médica. Desde que entrou na casa, Ivy assumiu o lugar de Thelma e formou um trio com Gizelly e Marcela, que deixaram bem claro em atitudes o lugar da colega em sua lista de prioridades.

Durante o último jogo da discórdia, Ivy afirmou que foi ameaçada por Babu, já que ele afirmou que a indicaria se fosse líder. A semanas a participante da Casa de Vidro tenta fazer colar no ator a imagem de homem raivoso. O próprio Babu disse que foi chamado de monstro pela colega, que, em dado momento, tomando sol à beira da piscina, chegou a criticá-lo para as amigas por não cozinhar para todos como se fosse dele a obrigação. Há algumas semanas, Ivy chegou a ironizar o pente que Babu usa nos cabelos. "Quem que penteia o cabelo com um trem desse?", questionou.

Marcela, que por vezes esteve com Ivy nas críticas a Babu, também teve falas duvidosas. Durante uma brincadeira na mesa da cozinha, ao ouvir que Babu seria "o professor", rebateu afirmando que ele seria "o dono da cantina". O ator chegou a afirmar que a médica o via com "olhar de patroa". Mulher segura de si, Thelma nunca se furtou a dar opinião. Ainda assim, há quem a acuse de arrogante. Babu já foi ranzinza e brigou por comida. Se desculpou. Ainda assim, há quem o chame de agressivo. Para além disso, de maneira superior, há quem diga que ele "melhorou muito" em seu comportamento, como se estivesse sempre sob fiscalização.

Até mesmo Manu, com quem o ator já brigou, se compadeceu da estratégia de transformá-lo em homem briguento e saiu em sua defesa. A cantora, que também já foi acusada de uma fala racista no decorrer do jogo, ao menos mostrou disposição para rever seus conceitos e mostrar alguma empatia. Manu chegou a citar o tanto que Babu tem se mostrado carinhoso e fala dos filhos.

Ainda que não se declarem racistas, pessoas cometem atitudes racistas. E entender a razão pelas quais elas ocorrem é primordial. Na Inglaterra e nos EUA, quando expressões homofóbicas ou racistas são usadas, os participantes recebem advertência no confessionário. Caso incorram no erro, são expulsos do jogo, como aconteceu com o Ken Humano, no "Big Brother Celebridades" inglês. Talvez fosse o caso de Ivy ter a atenção chamada após essa fala lamentável.

Fefito