PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Amiga de Samudio que testemunhou contra goleiro Bruno quer processar Globo

Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

18/01/2020 08h00

Resumo da notícia

  • Amiga de Eliza Samudio prestou depoimento contra goleiro Bruno durante o andamento do processo na Justiça
  • Ela tem medo de ser ainda mais exposta e irá processar Globo junto com a mãe da modelo
  • Filho de Eliza sabe do assassinato, mas não tem conhecimento dos detalhes

A série sobre o assassinato de Eliza Samudio ainda nem estreou mas já se tornou o centro das atenções pelo país. E esse foco de volta ao caso está assustando uma amiga da modelo assassinada que prestou depoimento contra o goleiro Bruno durante o andamento do processo na Justiça. Ela - que não quis mostrar seu rosto e muito menos seu nome - falou com exclusividade em uma entrevista com Márcia Goldschmidt, e disse que ela e a mãe de Eliza, Sônia Moura, têm medo de serem ainda mais expostas. Márcia Goldschimidt cedeu, com exclusividade à Coluna do Leo Dias, um trecho da entrevista em primeira mão.

Outra preocupação da família e amigos de Eliza, é que o filho dela possa descobrir os detalhes do assassinato da mãe. O menino sabe que Bruno matou a mãe, mas não tem conhecimento dos detalhes sórdidos. E, como a Coluna Leo Dias já revelou, está prevista para abrir a série uma cena em que o corpo da modelo é devorado por cães da raça rottweiler. Com medo da exposição mas querendo impedir a Globo de exibir a série, a amiga de Eliza concedeu a entrevista através do Skype com o rosto escondido e na presença do seu advogado. Caso ela não consiga vetar a produção do folhetim, a ideia é processar a emissora carioca pedindo ressarcimento por danos morais.

"Uma coisa é a liberdade artística, outra coisa é o direito dos cidadãos. A partir do momento que está ofendendo e denegrindo... a emissora pode ser processada, sim", afirma o advogado da amiga de Eliza Samudio na entrevista com Márcia Goldschmidt.

O assassinato cometido em 2010 será a primeira adaptação de uma série de 'thrillers' (séries de suspense e tensão) lançados pela Rede Globo. A ideia é transformar em série diversos crimes já solucionados e sentenciados pela Justiça. Ainda não há previsão de estreia, porém, o que se sabe é que virá depois da exibição de "Verdades Secretas 2". A certeza de sucesso é tanta que gerou até uma disputa de Globo e Netflix pelos direitos da produção. O serviço de streaming ofereceu até mais dinheiro, mas não teve jeito, a 'toda poderosa' levou.

Leo Dias