PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Eduardo Costa sobre ter se relacionado com menores: 'Amor não escolhe'

Eduardo Costa - Thyago Andrade/Brazil News
Eduardo Costa Imagem: Thyago Andrade/Brazil News
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

24/01/2020 04h00

Eduardo Costa gravou um DVD na noite desta quinta-feira (23), em Curitiba, mas antes de subir ao palco, o cantor falou com a Coluna do Leo Dias - que acompanhava de perto os bastidores - de sua mais nova polêmica: ter feito sexo com menores de idade. Ele revelou a um canal no Youtube que já se envolveu com meninas de 15 e 16 anos e logo viralizou por sua declaração.

"Foram duas. Mas eram namoradas. Em uma das situações, eu tinha 22 anos, ela 14 e namoramos por cinco anos. Na outra situação eu tinha 15 e namoramos por quatro anos. Foram namoradas muito importantes e que fazem parte da minha vida até hoje. Hoje jamais vou ficar com uma menor de idade, até porque hoje sou um senhor e tenho uma filha de 13 anos".

O cantor aproveitou para se justificar e dizer que é mal interpretado em muitas declarações e brincou com a situação:

"As pessoas levam o que a gente fala por um caminho totalmente diferente do que a gente quis dizer. Sou um cara totalmente respeitador. Sei que existem leis para serem cumpridas e eu sou um cumpridor das leis. E se eu me apaixonar por uma menina de 16 anos, vou a casa dela, conversar com pai dela e pronto. Quem sabe minha esposa ainda nem nasceu!?"

Pai de Maria Eduarda, Eduardo Costa ressaltou a preocupação que tem com a educação sexual dela:

"Hoje as meninas começam a namorar cedo. Para minha filha, por exemplo, já dou conselhos sobre sexo, converso com ela abertamente sobre isso. Não quero criar uma filha alienada. Quero que ela esteja preparada para decidir sobre as lições que o mundo colocar para ela. Quero que ela tenha um namorado e que saiba o que esta fazendo quando tiver relação sexual com ele. E que faça quando ela tiver vontade e não quando o cara tiver vontade. Claro que quero conhecer o namorado, independente da idade dele e dela. Amor a gente não escolhe. Seria tão bom se a gente escolhesse quem a gente ama. Quando eu tinha 26 anos eu casei com uma mulher de 60".

Pela lei brasileira, até o dia que completa 14 anos, o adolescente é considerado incapaz de consentir. Relacionamento sexual com alguém menor de 14 anos é considerado estupro, mesmo que o menor diga que teve o relacionamento porque quis. Já entre 14, 15, 16 e 17 anos, a lei diz que os adolescentes têm capacidade de consentir a relação. Portanto, se for consentido, o adolescente pode ter a relação mesmo que o parceiro seja maior de idade.

*Com colaboração de Monique Arruda

*A Coluna do Leo Dias viajou para a Curitiba para a cobertura do DVD de Eduardo Costa à convite da assessoria de imprensa do cantor

Thyago Andrade / Brazil News
Imagem: Thyago Andrade / Brazil News

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias