PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Mumuzinho: 'O samba tem que se renovar, algo que o sertanejo faz muito bem'

Mumuzinho está em novo momento da carreira - Divulgação
Mumuzinho está em novo momento da carreira Imagem: Divulgação
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

18/02/2020 08h00

Resumo da notícia

  • Mumuzinho está com uma equipe renovada gerindo sua vida profissional
  • Cantor defende que o samba e pagode precisam se misturar com outros estilos
  • Ele aponta o sertanejo como exemplo de ritmo que se renovou

O novo EP de Mumuzinho, "Mantra", lançado pela Universal Music, marca também um novo momento da carreira do artista. Com uma equipe renovada gerindo sua vida profissional, ele está focado em fazer que a sua música tenha alcance nacional, e falou disso em conversa com a Coluna do Leo Dias, que viajou a São Paulo, para uma entrevista com o sambista na sede da Universal Music.

Há quatro meses trabalhando novas estratégias e lançando recentemente seu novo EP, Mumuzinho acredita que o 'boom' tão sonhado por muitos artistas, está próximo a ele.

"Sinto que a minha carreira deu mesmo um 'boom'. Estou no momento mais maduro da minha vida, sabendo o que eu quero, e onde eu quero atingir. Essa nova música, 'Mantra', mexeu muito comigo também por conta disso. É o que ela fala. 'Eu quero, eu posso, eu luto, eu vou na fé e sem desistir''. É justamente isso que estou passando. Uma equipe nova, gestão nova, pessoas que estão fazendo a diferença na minha carreira. E, é claro, que com isso só tenho recebido boas respostas", conta Mumuzinho, que também está na TV comandando o programa "Só Toca Pop", ao lado de Ludmilla.

Fiel ao samba e pagode, Mumuzinho revela que abriu sua cabeça recentemente para entender que o ritmo precisa se misturar com outros estilos. Ele reconhece que é a mistura que poderá fazer com o que o samba não perca forças: "Os outros artistas também curtem meu som e eu curto os deles. Por que não misturar? Adoro Simone e Simaria e Kevinho, por exemplo. São pessoas que curtem também meu som. A galera da década de 90, do pagode, tinha muita dificuldade em gravar com outro tipo de gênero, mas isso está mudando."

É pensando nesta renovação que Mumuzinho cita o exemplo do sertanejo, que está sempre no topo das paradas musicais.

"O samba precisa se renovar para não perder força. Vou falar disso dando um exemplo lá de trás. O Fundo de Quintal fazia umas rodas de samba lá no Cacique de Ramos, e de lá surgiram vários cantores. Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre. Esses nomes foram abraçados por uma oportunidade do Fundo de Quintal. O Zeca Pagodinho foi o cara que ajudou o Dudu Nobre. E o Dudu foi o cara que me pegou e colocou na banda dele pra fazer backing vocal. Veja como é importante renovar de geração para geração", diz ele, que completa: "O samba tem que se renovar, algo que o sertanejo faz muito bem. Um exemplo disso é o filho do Bruno (dupla com Marrone). O menino é pequeno e já subiu no palco e fez um show lotado. São novos artistas que vão surgindo e dando segmento ao ritmo."

"Mantra", o novo EP de Mumuzinho, conta com seis faixas inéditas que se misturam entre as baladas românticas e faixas mais agitadas. Apesar de o novo trabalho não ter nenhuma parceria, o artista garante que lançará algumas faixas com participações especiais ao longo de 2020, e botará em prática seu conceito de ''renovação do ritmo'' misturando com outros estilos.

*Com colaboração de Lucas Pasin.

Leo Dias