PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Após depressão, Whindersson Nunes cancela shows nos EUA pra evitar desgaste

Whindersson Nunes - Reprodução/Instagram/@whinderssonnunes
Whindersson Nunes Imagem: Reprodução/Instagram/@whinderssonnunes
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

28/02/2020 15h18

Com shows marcados em praticamente todos os dias entre 29 de fevereiro e 22 de março nos Estados Unidos, Whindersson Nunes e sua equipe preferiram cancelar cinco apresentações para preservar o humorista e evitar o desgaste emocional do artista. A decisão, informada pela assessoria de imprensa do piauiense, acontece cerca de nove meses após o comediante assumir publicamente que estava enfrentando uma depressão. Porém, há quem fale que os shows em Sacramento, San José e Los Angeles foram cancelados devido a baixa procura por ingressos, já que nas redes sociais dos eventos havia em média 100 pessoas confirmadas.

Além dos shows que ainda vão acontecer nos EUA, Whindersson esteve em cartaz por um mês em São Paulo, gravou por mais de 60 dias a nova temporada da série "Os Roni", do Multishow, e também participou de campanhas publicitárias pelo país.

"Esse desgaste físico dos últimos dias prejudicou sua voz e a Non Stop, empresa que gerencia a carreira do Whindersson, optou por realizar um ajuste de agenda e logística, para não sobrecarregar o artista com os novos trabalhos", explicou a assessora de imprensa do artista que completou: "A turnê nos EUA será longa, com duração de um mês. Foram cancelados cinco shows para que o artista tenha mais dias de folga e se recuperar totalmente, cumprindo os demais compromissos no país".

Leo Dias