PUBLICIDADE
Topo

Joelma faz de live um reality show e ensina que criatividade é fundamental

Looks de Joelma durante live - Montagem de fotos de divulgação
Looks de Joelma durante live Imagem: Montagem de fotos de divulgação
Blog do Leo Dias

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.

Colunista do UOL

23/04/2020 07h15

A primeira live que mostrou realmente como funciona uma casa foi a live de Joelma. Foi a live mais pop até agora, uma sala enorme, muito bem iluminada e com direito a abertura. E as três câmeras captaram a verdadeira vida da cantora. As filhas eram as contrarregras e tinham que se virar em mil para atender aos pedidos da mãe.

Depois de duas horas, uma das filhas reclama: "Mãe, tô com fome". Joelma não deixou por menos e soltou: "Ainda falta muito, aqui comigo estrela não se cria". Era um "Casos de família" ao vivo de sua casa em Alphaville, com direito a uma bota de led no canto da sala e muita comida paraense. Tudo real.

E Joelma foi Joelma 100%. Maravilhosa: três trocas de roupa, todas elas um tanto quanto exóticas, do tipo que não dá pra andar no shopping. Enquanto a mãe se trocava, a filha Yasmim cantava gospel. Aliás, bela voz da menina. Mas Joelma não voltava. "Cadê meu brinco, não acredito que eu vou entrar pelada!", esbravejava Joelma. "Cabeças vão rolar", adiantava a filha;.

Era vida real, era Joelma real, a relação dela com as filhas, era quase um reality show. Ela transformou sua live numa atração como suas músicas. A cantora sabe da admiração e adoração dos fãs para com ela, e ela mostrou um pouco da sua discreta vida aos fãs.

Joelma foi criativa e se destacou. Artistas dos mais diferentes gêneros pediam, através de vídeos, músicas dela. De Carlinhos Maia a Sabrina Sato, de Netinho de Paula a Maísa. Então, meu amor, teve o melhor de Joelma: de "Cavalo manco" e "Voando pro Pará".

Era tanta jogação de cabelo, que o espectador ficava tonto. Joelma dançou com uma vassoura, já que não podia encostar no único bailarino, não bebeu álcool e gritava o nome dos patrocinadores com sua voz única. Ela entendeu direitinho que é necessário que o artista seja criativo e não tente imitar o outro. O erro é bem-vindo, o improviso é normal. Ninguém está ali para exigir perfeição, apenas para se divertir.