PUBLICIDADE
Topo

Entenda o que significa a Globo obrigar seus repórteres a usarem máscaras

Júlio Mosquéra, repórter da TV Globo, usando máscara - Reprodução/TV Globo
Júlio Mosquéra, repórter da TV Globo, usando máscara Imagem: Reprodução/TV Globo
Blog do Leo Dias

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.

Colunista do UOL

08/05/2020 11h39

Entenda uma coisa sobre a TV Globo: desde o seu apoio à ditadura militar (ao perceber seu grave erro), a emissora não se pronuncia sobre absolutamente nada. Muda. A Central Globo de Comunicação tem dezenas de profissionais para, basicamente, manter o silêncio sobre a emissora.

A Globo sempre "se pronuncia" através de sinais e, com o tempo, a gente começa a entendê-los.

Vamos agora traduzir em palavras a mais recente decisão interna da Globo. Desde segunda-feira (4), Ali Kamel, diretor geral de jornalismo da Globo, instituiu um decreto em que obriga a todos seus repórteres do país a usarem máscaras, inclusive durante os 15 ou 30 segundos em que eles aparecem no vídeo.

A decisão desagradou a maioria dos jornalistas "globais", que alegaram, em off, que "a expressão facial compõe uma notícia" e temem que essa simbologia gere mais perseguição a eles nas ruas. Enfim, traduzindo: a Globo quis criticar de maneira subliminar o presidente da república Jair Bolsonaro, que se recusa a usar máscara. É o tipo: se ele não faz, nós fazemos. E se ele faz, nós não fazemos. Tipo... gato e rato, entende?

E mais: a emissora quis dizer que se preocupa com a saúde de seus profissionais, embora todos saibam que aquele curtíssimo tempo de aparição é absolutamente indiferente estar com ou sem a máscara.

Essa "preocupação" tem um significado: em setembro do ano passado, a Justiça determinou que a Globo recontratasse a jornalista Izabella Camargo, demitida em outubro de 2018, logo após passar dois meses afastada por ter sido diagnosticada com a síndrome de Burnout, que consiste em um profundo esgotamento profissional. A notícia foi publicada em primeira mão, na época, pela jornalista Fábia OIiveira, do Jornal O Dia.

Quando fora demitida, Izabella apresentava a previsão do tempo em três telejornais diários: Hora 1, GloboNews Em Ponto e Bom Dia Brasil. Após ser recontratada por conta da decisão judicial, ela passou a ser redatora do portal de notícias da emissora, e não apareceu mais no vídeo.

O episódio mostrou o pouco zelo da emissora com a saúde de Izabella. Agora, com a máscara, a Globo quis mostrar o oposto. Mas a Coluna se pergunta, se a máscara é tão importante para a TV Globo, por que William Bonner e Renata Vasconcellos não usam o equipamento durante a apresentação do Jornal Nacional?

A assessoria da Globo vai dizer que eles estão em "ambiente controlado". Mas aí surge uma nova pergunta: se o ambiente é controlado, por que os demais profissionais da Redação têm que usar máscara? William e Renata são imunes ao vírus?