Coluna

Ricardo Feltrin

Demora na renovação de contratos causa apreensão em artistas da Record

Raphael Castello/AgNews
Ana Hickmann está de férias; seu contrato com a Record vence em março do próximo ano Imagem: Raphael Castello/AgNews
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

04/09/2017 13h16Atualizada em 04/09/2017 13h16

A Record tem um “bloco” de apresentadores cujos contratos terminam nos próximos meses, e até o momento quase ninguém foi chamado para discutir a renovação.

Esse atraso mostra que os tempos (econômicos) mudaram e  contrasta com o modus operandi da emissora nos últimos dez anos.

Nos últimos anos a Record sempre começou a discutir renovação com seus artistas até um ano antes do encerramento dos contratos.

Gugu Liberato e Cesar Filho terão seus contratos atuais encerrados em dezembro.

Ana Hickmann termina seu vínculo com a emissora em março.

Depois é a vez de Rodrigo Faro, cujo contrato vence em julho (ele ainda não renovou).

Por fim, em dezembro de 2018 será o fim do contrato de Marcos Mion.

Esses são só os apresentadores. Também há uma “leva” de contratos terminando nos departamentos de  Jornalismo e de Dramaturgia.

Nunca nos últimos anos a Record deixou tantas estrelas de seu elenco sem nenhum aceno.

Desses artistas, o único com quem a Record já entrou em contato foi Faro, que está pedindo alto para renovar. Ele quer um salário fixo de ao menos R$ 1 milhão.

CARTEIRA ASSINADA

Segundo esta coluna apurou, a emissora deve oferecer para alguns apresentadores a mesma opção que está dando a jornalistas da casa: quem quiser deixar de ser contratado como Pessoa Jurídica ao vencer o contrato poderá optar em voltar a ter carteira assinada, pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

No caso do Jornalismo essa mudança já está sendo feita em alguns casos, conforme esta coluna informou na semana passada.

A emissora concluiu que a “pejotização” de funcionários pode acabar virando uma bomba-relógio de indenizações no futuro, então optou em desarmá-la --pelo menos em parte-- agora.

Isso desagrada a alguns funcionários porque quem optar em ter carteira assinada passará a pagar 27,5% de IR também sobre eventuais ações de merchandising. Dificilmente a Receita Federal aceitaria que artistas dividissem seus ganhos parte como Pessoa Física e parte como Jurídica.

No entanto, quem aceitar passar a ter registro em carteira passa a receber outros direitos, como adicional de férias, 13º salário, INSS e outros benefícios.

Leia também

Análise: Erros da Record devolvem ao SBT o 2º lugar em ibope no país

Após 1 ano, "Fofocalizando" perde em quase todo o país e fica em 3º

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo