Coluna

Ricardo Feltrin

Record joga duro com artistas; mensagem é que ninguém é insubstituível

Antonio Chahestian/RecordTV
Contrato de Gugu Liberato com a Record deve ser renovado, mas só aos 45min do 2º tempo Imagem: Antonio Chahestian/RecordTV
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

29/09/2017 12h53Atualizada em 30/09/2017 09h34

Gugu Liberato está sentindo a estratégia da Record. Cesar Filho também. Ana Hickmann, idem. Até mesmo Rodrigo Faro já deve estar começando a se empertigar com a suposta falta de interesse da emissora em discutir seu futuro (ou não) na casa.

Os quatro têm em comum que seus vínculos estão vencendo nos próximos meses. Desses, só Faro já teve conversas iniciais com a direção, mas sem acordo.

Os demais? Ninguém os chamou nem sequer para conversar até esta sexta-feira.

Isso não significa que não renovarão --pelo contrário. Todos devem continuar na casa, a menos que não queiram.

O problema é que terão de ter sangue frio e aguardar o próximo “movimento” tático da Record, o que só deve ocorrer, no caso de Gugu e Cesar Filho, nos estertores de 2017.

O contrato de ambos vence em 31 de dezembro. O de Ana, em outubro. Faro, no segundo semestre de 2018.

A Record baseia sua estratégia na crença de que que o mercado televisivo está em crise e que a concorrência não tem cacife (ou mesmo interesse) em grandes contratações no momento atual.

Além disso, com essa tática a emissora está enviando uma espécie de mensagem, digamos, nada subliminar ao elenco: a de que ninguém é insubstituível, e que o tempo dos paparicos, mimos e cachês nababescos para segurar artistas acabou.

Resta saber se a paciência dos artistas com esse jogo também não vai acabar. Nesse caso caberá à Record ir atrás dos "substitutos".

Leia mais:

Demora na renovação de contratos causa apreensão em artistas da Record

Crítica: Sem graça e afetada, "A Vila" terá 2ª temporada no Multishow

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo