Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Globo promove "blitz" em suas quatro piores praças com pior audiência

Reprodução/TV Globo
novela "O Outro Lado do Paraíso"é uma das unanimidades da Globo em todo o país Imagem: Reprodução/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

12/03/2018 12h27Atualizada em 12/03/2018 13h43

A direção da TV Globo colocou em andamento uma ação dedicada a identificar e resolver problemas em quatro praças do país.

Altos executivos da casa já foram despachados para as sedes problemáticas. Eles farão o diagnóstico, apontarão caminhos de mudanças e depois reportarão à sede.

A saber, as regiões que estão sob atentíssimo escrutínio da Globo são Salvador, Goiânia, Vitória e Belém.

O motivo é que nessas capitais e regiões a audiência de algumas faixas horárias e programas estão decepcionantes. Alguns chegar a perder há dois ou três anos para outro concorrentes, com a Record.

Notem bem: a Globo continua líder isolada na média das 24 horas por dia em qualquer uma dessas capitais. Ou seja, é uma crise para os padrões de excelência da gestão Globo, mas não é ainda o fim do mundo.

Os problemas são pontuais, mas a emissora decidiu combatê-los, seja com modificação na grade, no conteúdo, o programa e, se for o caso, até mesmo o apresentador.

Em Salvador, por exemplo, já são notórias as derrotas da Globo para o telejornal “Bahia No Ar”, apresentado por Jessica Senra nas manhãs soteropolitanas

A Globo Bahia também enfrenta uma parada dura à tarde,e, por mais que mexam no horário, eventualmente também perde para o “Balanço Geral  Bahia “.

Goiânia também é um outro lugar complicado para  a Globo. Aliás, bem complicado. É nessa região que a emissora líder tem as menores audiências em todo o país, e o menor share (participação no universo de TVs ligadas).

Apenas para dar conhecimento, é em Goiânia que a novela "O Outro Lado do Paraíso" tem sua menor média no país.

A Globo outrora já teve problemas em Belém, mas investiu na região, fez lá uma novela, e não é que as coisas melhoraram?

Cabe dizer que os executivos da Globo não estão lá só para sentar em mesas de reunião e discutir com os envolvidos as possíveis causa de alguns programas não terem decolado ou estarem perdendo.. Não. Muitos têm carta branca inclusive para contratar pessoal da concorrência. 

SÃO PAULO

Em São Paulo, o principal mercado econômico e publicitário do país, a Globo segue líder isolada e tranquila das 7h à 0h, com 16,6 pontos de média (cada ponto = 72 mil domicílios sintonizados).

O SBT vem a seguir, com 6,8 pontos. Em terceiro, a Record 6,7 pontos. A Band tem 2,2 pontos e a RedeTV, 0,8. A soma dos canais pagos dá 7,2 pontos.

LEIA MAIS

Médica aventureira atravessa vulcão ativo na África só presa à corda

Apesar de ter contrato com SBT, Disney dá melhores seriados à Globo

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops