Coluna

Ricardo Feltrin

Mulher da classe C é quem mais assiste a reprises de novelas na Globo

Renato Rocha Miranda/TV Globo
Darlene (Deborah Secco) entra no Espaço Fama em "Celebridade" (Vale a Pena Ver De Novo) Imagem: Renato Rocha Miranda/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

19/03/2018 10h59Atualizada em 19/03/2018 10h59

Uma pesquisa obtida pela coluna, baseada em dados da Kantar ibope, mostra quem é o público que assiste às novelas da sessão vespertina o “Vale a Pena Ver de Novo”, da Globo.

O estudo mostra que o público majoritário de quem acompanha essas reprises é feminino: 66%

Atualmente a emissora está reprisando “Celebridade”.

São mulheres com idades entre 35 anos e 49 anos e pertencentes à chamada classe social C.

Porém, esse público não é o antigo arquétipo da dona de casa: em resposta à pesquisa, 74% delas afirmaram acessar a internet com frequência e 40% se dizem interessadas com os avanços tecnológicos.

São mulheres que prezam a vaidade (62% acreditam que a beleza deve ser simples e natural), porém 25% admitem que não saem de casa de jeito nenhum sem usar maquiagem.

MÉDIA RAZOÁVEL

Do ponto de vista da audiência, “Celebridade”, novela de Gilberto Braga exibida originalmente entre 2003 e 2004, não está fazendo grande sucesso em seu horário.

Com média até o momento de 14,1 pontos na Grande São Paulo, tem registrado menos público que suas duas antecessoras, “Senhora Do Destino” (16,3)  e “Cheias de Charme” (16,1 pontos). Porém, está igualando a “Anjo Mau” (14,1).

Em São Paulo cada ponto equivale, segundo a Kantar Ibope, a cerca de 72 mil domicílios sintonizados.

LEIA MAIS

Apesar de ter contrato com SBT, Disney dá melhores seriados à Globo

Globo faz "blitz" em suas quatro praças com menor audiência

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo