Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Em 5 anos, TV paga já perdeu 3 milhões de assinantes no país

Cada vez menos brasileiros assina pacotes de TV por assinatura; e a culpa não é só do streaming - Getty Images
Cada vez menos brasileiros assina pacotes de TV por assinatura; e a culpa não é só do streaming Imagem: Getty Images
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

31/05/2019 05h40

A sangria de assinantes da TV paga segue sem fim. Só nos últimos 12 meses, segundo dados da Anatel, 900 mil residências no Brasil cancelaram seus pacotes de TV paga.

O mais notável é que a tendência de queda não parece ter qualquer tipo de freio: há cinco anos o setor registra perda de assinantes ininterrupta e, obviamente, também de receita.

No final de 2014 havia por volta de 20 milhões de residências no país com pontos de TV paga. Em abril de 2019, última atualização de dados da Anatel, esse número já caiu para 17 milhões.

Várias são as causas, como temos repetido: crise econômica, desemprego, corte de gastos nas famílias de baixa renda, concorrência de serviços de streaming e da própria internet; e não podemos esquecer também do elevado valor dos pacotes e a programação em muitos canais maçante --por exemplo, o mesmo programa sendo exibido até cinco vezes no mesmo dia.

Só entre março e abril 168,9 mil usuários desistiram de seus pacotes de TV paga --uma perda de cerca de 1% da base total de assinantes do país.

No ranking, a Net Claro lideram em quantidade de clientes e representam juntas quase 50% do mercado (8,34 milhões de assinantes).

A Sky vem a seguir com 30% dos assinantes (5,12 milhões de domicílios). A Oi já é a terceira força do setor no país, com 9,32% da base e 1,59 milhão de assinantes. Por fim, a Vivo está em quarto lugar, tem 8,80% da base e 1,50 milhão de clientes.

Repetindo a tendência de março, a Oi foi a única em abril a apresentar novamente crescimento no número de assinantes.

Outras operadoras de menor porte atendem a mais de 520 mil domicílios no país e também registraram queda em abril: perderam 93,5 mil clientes nos últimos 12 meses.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops