Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


"É um pouco assustador", diz livreira processada por Edir Macedo

08.jul.2017 -  Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus  - Danilo Verpa/Folhapress
08.jul.2017 - Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus Imagem: Danilo Verpa/Folhapress
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

24/06/2019 13h50

Mariângela Ribeiro Dias é dona de uma livraria e sebo na cidade de Resende (RJ). Ela está sendo processada pelo bispo Edir Macedo. O motivo é uma placa jocosa que ela colocou três anos atrás na entrada da Gregos e Troianos, uma Casa de Cultura.

Na semana passada, um professor de direito já havia postado no Twitter uma cópia da notificação da igreja, numa discussão jurídica com seguidores.

A placa,por sua vez, já havia "viralizado" no ano passado, mas a ação de Macedo, que alega danos morais, só chegou em 2019. É o processo 0004852-63 e ele corre na 2ª Vara Cível de Resende. Por ser pessoa idosa, Macedo, 74, obteve prioridade no trâmite da sua petição.

Na semana passada ocorreu o primeiro encontro entre advogados e os advogados da Igreja Universal recusaram qualquer acordo.

Macedo exige R$ 25 mil em indenização e mais uma retratação em primeira pessoa de Mariângela, em um formato e tamanho determinados, que deverá ser publicada no principal jornal da cidade.

"È um pouco assustador. Nós tiramos a placa para não complicar, meu marido (Luciano Gonçalves) me convenceu", diz a livreira à coluna.

Para ela, o que estava estava escrito na polêmica placa soava mais como sarcasmo e humor, não como ofensa. O casal já enfrentou outros "inimigos" bem mais agressivos, como um "bolsonarista" que, no ano passado, vandalizou a loja e ameaçou Luciano de agressão.

"Nós sempre usamos esse tipo de crítica, de humor (na livraria)", afirmou.

A polêmica placa diz: "Se você é racista, machista, homofóbico, se não acha que as "obras" de Bolsonaro, Malafaia, Edir Macedo envergonham a humanidade... Entre! Esta é uma casa de inteligência e cultura, nós podemos ajudar você."

Processo continua

Na segunda semana de julho os advogados de Mariângela e de Edir Macedo voltarão a se encontrar no Fórum de Resende.

Segundo a coluna apurou, os emissários de Macedo não aceitarão nenhum tipo de acordo, mais uma vez, e exigirão o cumprimento integral da demanda.

Mariângela admite que teme o desgaste e ter muito trabalho pela frente, caso a ação se arraste a instâncias superiores.

Mas, aparentemente, não parece muito disposta a pedir desculpas.

Ouvida pela BBC --que publicou uma entrevista com o casal na última sexta-- a Igreja Universal afirmou que "supõe-se que *um negócio) seja administrado por pessoas esclarecidas, que sabem que não há mais espaço no Brasil para o preconceito e o ódio religioso."

Segue a nota: "Trata-se de algo que não pode ser tolerado pela sociedade, nem por parte de grandes redes de lojas, tampouco em comerciantes locais", afirmou a igreja do bispo Macedo à BBC.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin