Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Na TV, pastor pede "doações emergenciais" e lança perfume próprio

O apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus - Eduardo Anizelli/Folhapress
O apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

26/08/2019 13h23

Depois dos tijolinhos sagrados, das fronhas ungidas, da chave do céu, das meias santas, do óleo bendito de Israel, da colher de pedreiro divina e toalhinhas besuntadas com seu próprio suor a criatividade do pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, não parece ter fim --tampouco limite.

Na programação de sua TV UHF, o auto-intitulado apóstolo está lançando mais duas campanhas com o objetivo de arrecadar dinheiro: "Os Três Dias do Socorro Mundial" e o mais novo produto da igreja: o perfume VS --uma fragrância desenvolvida de acordo com o gosto pessoal do tele-evangelista.

Os interessados podem adquirir o perfume por meio de telefone 0800. O preço é estimado em cerca de R$ 50 a R$ 60.

"Muitas senhoras já compraram para seus maridos e estão adquirindo (o perfume) já pela segunda vez. Por causa da sua qualidade", afirmou Santiago, que é um dissidente da Igreja Universal.

"Uma pequena parte (da venda do perfume" é destinada à obra de Deus", disse Santiago, 55 anos, que lançou a pedra fundamental de sau religião em Sorocaba (SP), em 1998. Hoje ela está presente em mais de 20 países.

Além da venda de perfume e dos tradicionais boletos de dízimo, Santiago está pedindo "depósitos emergenciais" com o objetivo de manter a obra e as unidades de igrejas.

Também pede a empresas que queiram colaborar com a obra que doem mensalmente ao menos um salário mínimo. "É como se fosse mais um funcionário seu", diz ao potencial empresário.

Em julho passado, em outra campanha, Santiago já havia feito um chamado de doação especificamente destinado a fazendeiros e empresários.

Na ocasião, pedia um mínimo de R$ 10 mil para continuar a manter a sua programação de TV .

Seis anos atrás, em 2013, em outra campanha, o "apóstolo de Deus" lançou a venda de "minitijolinhos" de plástico também para ajudar a obra.

À época, cada tijolinho (que fizeram muito sucesso entre os filhos e filhas de fiéis) custava em torno de R$ 200.

"EXPULSO" DA TV ABERTA

Até 2012, Valdemiro Santiago e sua Igreja Mundial do Poder de Deus ocupavam dezenas de horas na TV aberta semanalmente. A igreja já era um fenômeno e vinha se tornando a segunda maior força tele-evangélica do país, só atrás da Universal.

O então apóstolo alardeava junto a seus assessores próximos que seu objetivo era enfrentar e derrotar a Igreja Universal e Edir Macedo.

Porém, não deu certo porque, no mesmo ano, uma longa reportagem investigativa da TV Record apontou uma série de denúncias e suspeitas de desvio de doações de fiéis da Mundial que estariam sendo usadas em benefício e na compra de propriedades por parte de Santiago.

A reportagem atraiu a atenção do Ministério Público, da polícia e, pior ainda, da Receita Federal. Valdemiro acabou perdendo boa parte de suas propriedades.

Em 2015, em mais um contra-ataque da Universal, a igreja de Edir Macedo subiu as ofertas pelo aluguel de horários em praticamente todas as emissoras que se dispusessem a vendê-los e "expulsou" a Igreja Mundial de praticamente todos os canais abertos comerciais.

Valdemiro sofreu uma certa "sangria" de fiéis por algum tempo, que mudaram para outras igrejas, mas nunca desistiu e ainda está de pé. E, tudo indica, perfumado.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops