PUBLICIDADE
Topo

De máscara, pastor ensina oração para "expulsar" coronavírus

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

06/04/2020 10h44

Depois de aparecer na TV e na internet pedindo que os fiéis fizessem doações de casa pela internet, o pastor R.R. Soares agora está ensinando uma oração —ou comando— para "expulsar" o coronavírus de si mesmo e de outras pessoas.

O vídeo está circulando nas redes sociais de fiéis da Igreja Internacional da Graça, criada pelo missionário televisivo.

"Corona, sai daquela pessoa no hospital agora, em nome de Jesus Cristo. Vai embora, acabou. A bênção chegou e todo o mal está desfeito", ensina Soares usando máscara e para uma igreja vazia (as aglomerações estão proibidas devido à pandemia).

"Em nome de Jesus Cristo", prossegue com a "fórmula". "Aí você levanta os braços e diga: Obrigado, Jesus, eu creio".

R.R.Soares fundou a Igreja Internacional da Graça de Deus em 1980, após romper com o cunhado Edir Macedo. Ele é co-fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.

A Internacional tem mais de 1 milhão de seguidores, segundo dados do Censo. Diz ter mais de 5.000 templos espalhados por mais de 190 países.

A coluna está tentando falar com Soares ou outro dirigente da igreja sobre o assunto. Até o momento sem sucesso. Se e quando se eles manifestarem, terão suas palavras incluídas neste texto.

Óleo consagrado no Sul do país

Embora esteja dizendo isso nas entrelinhas, Soares não é o primeiro religioso a pregar a defesa ou cura do coronavírus pela fé.

Há outros casos bem mais graves sendo investigados no país.

Na semana passada, por exemplo, a Polícia Civil gaúcha abriu inquérito para investigar o pastor Silvio Roberto, da Igreja Catedral Global do Espírito Santos, em Porto Alegre.

Panfleto distribuído pela igreja afirmava que os fiéis ungidos com um "óleo consagrado" ficariam imunes a qualquer tipo de doença, inclusive o coronavírus.

Silvio Roberto está sendo investigado por suposto charlatanismo.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Ricardo Feltrin