Topo

MasterChef

Em cozinha tensa, Deborah perde controle e rebate Henrique Fogaça

Do UOL, em São Paulo

26/07/2017 02h38

Deborah Werneck perdeu completamente a estabilidade emocional e bateu de frente com Henrique Fogaça durante prova tensa do "MasterChef Brasil", da Band, nesta terça-feira (25). Os dois trocaram farpas e ironias depois que ela foi questionada pelo chef sobre o pano que caiu dentro da panela de sopa.

"Eu nunca vi uma cozinha tão sem energia, cadê a comunicação? Querem ser profissionais? Está todo mundo patético, aqui. Cadê o mini milho, Deborah? Você bateu a sopa com o pano dentro [da panela]", disse o chef, aos gritos, lembrando do incidente ocorrido com a cozinheira em um momento anterior.

Após saída de Valter, quem você quer que vença o "MasterChef": Deborah ou Michele?

Resultado parcial

Total de 51175 votos
26,43%
Reprodução/TV Bandeirantes
73,57%
Reprodução/TV Bandeirantes
Total de 51175 votos

Valide seu voto

"Sim, chef. Mas eu não vi, não vi, chef", reforçou ela, com cara de poucos amigos. "A coisa está feia, hein?!", respondeu Fogaça. "Está mesmo!", rebateu a carioca.

Fogaça se surpreendeu com a audácia da cozinheira amadora e ameaçou. "[A coisa] está feia mesmo. Tira o avental e vai embora!", avisou o veterano. "Pode entregar o avental agora?", ironizou Deborah, não se intimidando.

Erick Jacquin não gostou do episódio, tomou as dores do colega e chamou Deborah de "arrogante". "Não se fala isso [para o chef]. Se você tivesse feito isso comigo, você já estaria na rua. Na hora", garantiu o francês. (Assista aqui, a partir do trecho 22min40seg)

Mais tarde, quando os dois se reencontraram, Deborah pediu desculpas a Fogaça. "Me desculpa. Estava nervosa naquele momento."

Reincidente
 
Há cerca de um mês, Deborah já havia demonstrado irritação com um dos chefs do programa, depois que teve o seu prato criticado. Na ocasião, a carioca se recusou a estender a mão e cumprimentar Erick Jacquin.
 
"Isso daqui é uma brincadeira. Estou triste por você. Parabéns", ironizou Jacquin, para logo em seguida estender a mão e cumprimentá-la.


A cozinheira amadora olhou, mas não retribuiu o gesto. "Está cansada de nós?", perguntou o chef. "De jeito nenhum", respondeu ela. "Não quer nem pegar na minha mão. Eu preciso concordar com a Paola. Uma hora para fazer essa m**** (cuspida)", completou Jacquin.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!