Televisão

TV Brasil diz que conseguirá manter "Sem Censura" ao vivo "apesar da greve"

Reprodução/TV Brasil
Pedro Cardoso abandona "Sem Censura" após protestar contra o presidente da EBC, Laerte Rímoli, e a favor de grevistas Imagem: Reprodução/TV Brasil

Do UOL, em São Paulo

27/11/2017 15h07

A EBC (Empresa Brasil de Comunicação) afirma que manterá ao vivo o programa "Sem Censura", da TV Brasil, apesar da greve e após o desabafo de Pedro Cardoso contra o presidente da empresa pública, Laerte Rímoli, na última quinta-feira (23). O órgão federal informa que cogitou reprisar uma edição da atração vespertina na sexta.

"A Empresa Brasil de Comunicação está empenhando um grande esforço para superar problemas técnicos operacionais decorrentes da paralisação de grande parte de seus empregados. Diante destes transtornos, a produção do 'Sem Censura' chegou a trabalhar até com a possibilidade de reprisar, nesta sexta-feira (24). Desde o início da greve, o programa Stadium passou a ser gravado", informa a EBC.

Para transmitir o "Sem Censura" ao vivo na sexta, a TV Brasil apelou para funcionários da própria emissora para ocupar o lugar de quem havia sido previamente convidado. Um deles seria Kiko Mascarenhas, que divulgaria a peça "O Jornal", que aborda o racismo, tema central do protesto dos grevistas e de Pedro Cardoso, após o presidente da EBC ter ironizado a fala de Taís Araújo sobre preconceito.

"No início da tarde, porém, foi possível garantir a segurança mínima para a transmissão ao vivo do 'Sem Censura' e resgatar alguns dos convidados do dia. A produção do programa já acertou, para a próxima semana, a participação daqueles convidados que não puderam estar presentes", promete a EBC.

O órgão estatal afirma também que, apesar da greve, manterá ao vivo parte dos programas da TV Brasil, como o "Sem Censura": "A despeito das dificuldades, a EBC está conseguindo preservar grande parte da faixa de programação ao vivo da TV Brasil, que começa com o 'Fique Ligado' e passa pelo 'Sem Censura', o 'Cenário Econômico' e o 'Nos Corredores do Poder'".

"A orientação da direção da empresa é no sentido de manter não apenas os programas, mas também as apresentações ao vivo, desde que asseguradas as condições operacionais mínimas para garantir a transmissão", conclui a EBC.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
Chico Barney
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo