Topo

Televisão

SBT suspende "Domingo Legal" com quatro horas e troca Disney por desenhos

Gabriel Cardoso/SBT
Celso Portiolli comanda o "Passa ou Repassa", quadro do "Domingo Legal" Imagem: Gabriel Cardoso/SBT

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

31/08/2018 19h24

No mesmo dia, o SBT anunciou e suspendeu a ampliação do "Domingo Legal" para quatro horas de duração. O programa, que retornaria às 11h neste domingo (2), no lugar do "Mundo Disney", será exibido das 13h às 15h, como anteriormente.

Com o fim do contrato entre SBT e Disney, a emissora de Silvio Santos recorrerá a desenhos para tapar buraco na programação e ressuscitou a "Sessão Desenho", atração criada em 1981 e que já foi apresentada por Vovó Mafalda e Eliana no início dos anos 90.

Ainda mais curto, o "Domingo Legal" terá "Passa ou Repassa" com os times do "Esquadrão da Moda (Isabella Fiorentino, Arlindo Grund, Rodrigo Cintra e Vanessa Rozan) e de "A Praça é Nossa" (Matheus Ceará, Tuca Graça, Jefinho e Juliana Franceschi).

O programa de Celso Portiolli também exibirá o terceiro episódio da atual temporada de "Comprar é bom, levar é melhor". O quadro "Brincando em Casa", na mansão de Flávia Pavanelli, deve ser adiado.

"Domingo Legal" ocupa pouco mais de duas horas da programação dominical do SBT desde setembro de 2015, quando perdeu metade de sua duração para o "Mundo Disney", programa com desenhos e séries da empresa norte-americana.

Fim de parceria

Disney e SBT romperam o acordo que mantinham havia três anos na última quinta. A informação foi antecipada pelo colunista do UOL Flavio Ricco em 13 de agosto.

"O SBT agradece esses três anos de parceria e deseja à The Walt Disney Company sucesso em seus novos projetos", disse o comunicado enviado para a imprensa. 

De acordo com Ricco, não houve acordo para a renovação. A negociação, como aconteceu desde o começo, foi conduzida pessoalmente por Silvio Santos. 

A parceria entre SBT e Grupo Disney foi anunciada no dia 20 de julho de 2015, para exibição de programas e séries do canal. Na ocasião, o anúncio foi feito pela própria The Walt Disney Company Brasil e colocado como algo "sem precedentes no país".

O pacote incluiu séries como "A Casa do Mickey Mouse", "Princesinha Sofia", "Doutora Brinquedos", "Miles do Amanhã", "Jake e os Piratas da Terra do Nunca", "A Xerife Callie no Oeste", "Austin & Ally", "Phineas & Ferb"; e também produções locais, como: "Junior Express", "Art Attack", "Parquinho", "Que Talento!" e "Violetta".