Topo

Fãs de Nadja fazem centenas de denúncias de violência contra Caique ao 180

Reprodução/Record
Nadja no "Hoje em Dia" Imagem: Reprodução/Record

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

08/11/2018 17h22Atualizada em 09/11/2018 10h34

Inconformados com a expulsão de Nadja de "A Fazenda" na terça-feira (6), os fãs dela se uniram e já fizeram centenas de denúncias de violência física e psicológica contra o peão Caique à Central de Atendimento à Mulher, o Ligue 180.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério dos Direitos Humanos, o serviço recebeu 591 denúncias até o fim da tarde de quinta-feira (7) de violência física, violência moral e ameaças. Elas serão encaminhadas à Delegacia  de Atendimento à Mulher (DEAM) em São Paulo.

Nadja foi expulsa da "Fazenda" após agredir Caique Aguiar com chutes durante uma discussão, após a formação da roça.

Unidas em um grupo do Whatsapp, algumas participantes chegaram a reclamar pela demora do retorno à denúncia. "Perguntei para atendente e ela falou que no programa tem as regras, mas as leis que valem aqui fora, valem lá dentro também", diz uma fã de Nadja. "Fiz outra denúncia e a atendente me falou que pode demorar até dias para eles irem lá averiguar alguma coisa. Estou indignada!", reclamou outra.

Os fãs tentam organizar ainda vaquinhas virtuais para tentar arrecadar o valor do prêmio do reality, de R$ 1,5 milhão, para a empresária, mas até agora, não receberam doações.

Marido de Nadja, o cantor D´Black afirmou que ficou indignado ao ver as provocações de Caique que tiraram a peoa do sério culminando na agressão e expulsão do programa.

"O cara foi extremamente baixo, não tem respeito por uma mulher. Como marido, tive muita raiva dele. Queria muito estar lá dentro, queria rasgar ele. Sei que não é dessa forma que se resolvem as coisas. Ele aproveitou um momento de fragilidade dela. Foi uma agressão psicológica antes de tudo. Muitas vezes, o homem não precisa levantar a mão para a mulher, ele simplesmente faz um terror psicológico. Hoje ela é a vítima de um canalha", desabafou no "Hoje em Dia".

Dentro do programa, Caique disse, durante conversa com Fernanda Lacerda nesta quinta, que poderia agredir Nadja caso a peoa não tivesse sido expulsa. "Se ela não saísse, eu poderia bater nela. Teria direito de dar vários chutes na perna dela. Não que eu fosse fazer isso, mas eu teria direito", disse o personal trainer.