Topo

Famosos

Xuxa desabafa contra produtora: "Fui roubada, enganada e desrespeitada"

Rafael Cusato/Brazil News
Xuxa Meneghel no 7º Jantar Ressoar Solidário Imagem: Rafael Cusato/Brazil News

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

26/11/2018 21h23

Xuxa Meneghel chegou sorridente ao posar para os fotógrafos no 7º Jantar Ressoar Solidário, em São Paulo. Ela deixou de sorrir quando foi perguntada sobre o problema que teve em seu voo de Fortaleza para o Rio de Janeiro porque estava ilegal. A apresentadora desabafou contra a contratante, Paula Roberta Bessa, diretora da Planner Eventos.

"Fui enganada. Qualquer pessoa colocada dentro de um avião clandestino e é levada para um lugar, e depois mente dizendo que é uma pane, depois mente dizendo que não sabia, depois mente dizendo que tudo vai se resolver... Eu tive que pagar o avião para voltar. Isso não é ser enganada?!", disse Xuxa, irritada.

A apresentadora não falou se pretende processar a contratante, mas reclamou por ter se sentido "roubada, enganada e desrespeitada" e avisou que a produtora deverá responder por um crime.

"Eu confiei e quase me dei muito mal. Ainda bem que a única coisa que perdi foram algumas horas, alguns dias que queria ficar com minha filha. Eu me senti não só enganada. Eu me senti roubada, enganada e, acima de tudo, desrespeitada. Ela vai ter que responder por um crime, não por ter me enganado. O que ela fez é crime", afirmou.

Produtora registra BO e estuda processar Xuxa

Paula Bessa registrou boletim de ocorrência na 2ª DP de Fortaleza contra Xuxa Meneghel e ainda estuda a possibilidade de processá-la por difamação.

Ao UOL, a empresária afirmou ter passado mal após a apresentadora divulgar seu nome e sua foto durante um desabafo ao vivo no Instagram, na madrugada de domingo. "Meu dia foi um inferno, passei mal, todo mundo me ligando. Sou muito fã da Xuxa e não esperava por isso, até porque o show em Fortaleza foi maravilhoso", declarou.

A produtora disse ainda que está decepcionada com a apresentadora e que estuda processá-la por difamação. "Eu queria que nada disso tivesse acontecido, mas estou conversando com o jurídico da empresa e vamos ver como proceder, mas a ideia é entrar em litígio sim", adiantou.

"Não quero nem saber"

No evento organizado pela Record, Xuxa foi informada pelo UOL de que a empresária pretende processá-la pela exposição nas redes sociais. "Eu não quero nem saber o que ela falou, não quero nem saber", repetiu.

"Sabe o que eu acho? Ela já deve ter feito isso com outras pessoas, mas ninguém teve coragem de falar, porque isso vai tomar o seu tempo, porque você pode vir a ser processado. Então as pessoas ficam com medo. Agora, o tempo de carreira que eu tenho, o que eu já passei na minha vida, eu não vou deixar as pessoas fazerem uma coisa dessas. E se eu não falar, essa pessoa vai continuar fazendo a mesma coisa com outras pessoas, e colocando a vida de outras pessoas em risco", protestou. 

Show em Recife cancelado

Xuxa fez um show em Fortaleza (CE) na noite de sábado (24) e seguiu direto para o aeroporto, onde pretendia embarcar para o Rio de Janeiro, à meia-noite. Ao chegar no local, a apresentadora e sua equipe descobriram que o jato reservado pela contratante não poderia levantar voo porque estava ilegal. Se tratava de um jato particular, que estava prestando serviço de táxi aéreo, sem autorização da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Xuxa e sua equipe passaram a noite dormindo em uma sala de espera. Após quase 12 horas de espera no aeroporto, todos finalmente conseguiram decolar no começo da tarde desde domingo (25).

Ela tinha um novo show marcado para o dia 1º de dezembro em Recife, pela mesma empresa contratante, e já avisou que não fará.

"Reais responsáveis"

Em nota divulgada à imprensa, a Planner Eventos afirmou que "trabalha para apurar os fatos e os reais responsáveis". Na declaração, a empresa relatou que a tripulação foi informada da interdição pela Anac ao solicitar o plano de voo, e que logo a equipe foi acionada para "providenciar hospedagem e logística para a artista e sua equipe".

A aeronave em questão, de acordo com a Planner, seria operada por uma empresa chamada Pacific, que também auxiliou na busca por soluções para a situação. "Jamais contrataríamos um voo que oferecesse riscos a uma atração", completou a empresa.

Recife não farei o show no dia 1 de dezembro. Sinto muito.

A post shared by Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) on