Topo

"Não acreditem ao pé da letra nas coisas que eu falei", diz Rafael Ilha

Reprodução/RecordTV
Rafael Ilha conversa com o apresentador Marcos Mion durante uma formação de roça Imagem: Reprodução/RecordTV

Paulo Cintra e Stefanie Gaspar

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2018-12-14T01:44:29

14/12/2018 01h44

Logo após ser anunciado como o grande campeão de "A Fazenda 10", na noite desta quinta-feira (13), Rafael Ilha conversou com o UOL. Em entrevista, ainda nos estúdios do reality rural, o peão pediu para o público relevar algumas declarações ao longo do programa: "Não acreditem ao pé da letra nas coisas que eu falei".

O pedido do peão veio após ele ser questionado se realmente gostaria de "degolar" Gabi Prado, como havia comentado anteriormente. "Quem acredita nisso é doente mental, né? Óbvio que eu quis dizer degolar no jogo. Não tenho nada contra, embora ela tenha feito parte do grupo sujo de afinidade", garantiu o ex-Polegar.

Sobre a agressão de Nadja, Rafael voltou a considerar todo o episódio como uma covardia contra a empresária. "Foi uma baita covardia, gente sem escrúpulos, gente da pior espécie, gente que não deveria existir. Eles já tinham discutido antes, esperaram para fazer aquilo ao vivo com ela. Comecei a me benzer nessa última festa, era meu maior pesadelo, 'Walking Dead de gente morta por dentro", disparou Ilha. 

Perguntado sobre sua postura de jogador, o ex-Polegar não negou o talento para guiar o jogo: "Não tem como você vir sem ser estrategista. Se alguém falou isso, é mentira. A única diferença minha e deles foi que eu joguei desde o primeiro dia. Todos perceberam só na metade do jogo. Eu fui muito focado, em me empenhar ao máximo para vencer. Fui para cinco roças e sou bicampeão de prova". 

Para finalizar, o campeão de "A Fazenda 10" falou sobre os concorrentes fortes ao prêmio: "Meus adversários mesmo eram: Nadja, Gabi (que só deu tiro no próprio pé) e a Ana Paula (o problema dela é que o público queria uma mulher barraqueira e ela não é assim). Rolou discriminação, agressão verbal, física. Tudo de ruim, mas não de mim".