PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Corpo de Wagner Montes é cremado em cerimônia íntima no Rio de Janeiro

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

27/01/2019 17h00

O corpo do apresentador e deputado federal Wagner Montes foi cremado neste domingo (27) em uma cerimônia íntima no Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, no Rio de Janeiro. Com cerca de 30 minutos de duração, a solenidade teve homenagens dos filhos e da viúva, Sonia Lima, música ao vivo e chuva de pétalas.

Casada com Wagner Montes há mais de 30 anos, a atriz Sonia Lima escolheu algumas canções para se despedir do marido, entre elas "Don't Cry for Me Argentina" e "Unchained Melody", tema do filme "Ghost", de 1990. A viúva ainda fez questão de agradecer o carinho dos fãs, aos quais chamou de "filhos do Wagner" e abraçou um a um os presentes.

O filho Diego Montez fez um discurso ressaltando o legado do pai. Wagner morreu aos 64 anos na manhã de sábado (26) em função de complicações após uma forte infecção urinária. Antes de seguir para o Crematório da Penitência, o corpo foi velado desde sábado no saguão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Com passagens pela TV Tupi, SBT e Record, Wagner Montes fez carreira no jornalismo e entretenimento. Ele foi eleito deputado estadual pelo Rio com 111.802 votos em 2006, sendo reeleito em 2010 e em 2014. Em 2018, o apresentador e político filiado ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) se elegeu deputado federal com 65.868 votos.

Biografia

Zenóbio da Costa e Silvam, ou Wagner Montes, nome artístico que adotou, nasceu em Duque de Caxias (RJ) e se formou em direito pela Universidade Gama Filho. Ele fez carreira na televisão, no jornalismo e no entretenimento. 

Sua estreia como jornalista ocorreu em 1974, na Rádio Tupi, mas foi na televisão que ele ficou mais conhecido como jurado de programas populares no SBT, como o "Show de Calouros", "O Povo Na TV". Na TV Tupi, comandou a primeira versão do "Aqui e Agora".

Em 2003, ele acertou sua ida para a Record TV, onde comandou o "Verdade do Povo", "RJ no Ar", "Balanço Geral" e "Cidade Alerta - Rio de Janeiro".

Ele sofreu um acidente de triciclo na Zona Sul do Rio em 5 de dezembro de 1981, na época em que trabalhava o "Povo na TV", e precisou amputar a perna direita. Montes recebeu ajuda de Silvio Santos, que lhe pagou a prótese. Ao programa "CQC", da TV Bandeirantes, ele se emocionou ao lembrar da ajuda que recebeu do ex-patrão:

"Ele telefonou para o hospital a noite toda, até conseguir falar com alguém. Ele falou com o meu pai e pediu para avisar que tudo que eu precisasse, inclusive a prótese mais moderna possível, seria pago por ele. E assim foi feito".

Montes foi eleito deputado estadual pelo Rio com 111.802 votos em 2006, sendo reeleito em 2010 e em 2014. Em 2018, o apresentador e político filiado ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) se elegeu deputado federal do Rio com 65.868 votos. 

Famosos