PUBLICIDADE
Topo

Especial BBB19

Com produtor de Jojo, irmão de Rodrigo lança clipe contra intolerância

Fábio França é irmão gêmeo do "BBB" Rodrigo França - Reprodução/YouTube
Fábio França é irmão gêmeo do "BBB" Rodrigo França Imagem: Reprodução/YouTube

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

26/02/2019 04h00

Depois de a mãe de Rodrigo França, Dona Verinha, lançar um funk defendendo o direito de o filho roncar na casa do "BBB19", chegou a vez do irmão do brother, Fábio França, lançar um clipe contra a intolerância religiosa. Em parceria com a rapper carioca King e o produtor e compositor Pitter Correa, autor de hits como "Que Tiro foi Esse", de Jojo Todynho, o irmão gêmeo de Rodrigo lançou "Respeita a Religião do Menino".

"Estamos bastante incomodados com o desenrolar do jogo, em que ele sofre preconceito por sua fala, por ser cria de comunidade de terreiro em Santa Cruz [zona oeste do Rio] e Nova Iguaçu. Mas ele é budista. O que ele tem [pelas religiões de matriz africana] é respeito. Ele estuda porque faz parte de grupos de minorias marginalizadas, faz qualificação profissional, conhece a cultura", conta Fábio.

Rodrigo escuta Tiago Leifert falar sobre o resultado do quinto paredão - Reprodução/TvGlobo - Reprodução/TvGlobo
Imagem: Reprodução/TvGlobo
A reação da família de Rodrigo ocorre por conta de conversas no reality show protagonizadas por Paula, que disse ter medo de Rodrigo por ele ter "contato com esse negócio de Oxum". As declarações da participante, e também de Maycon, que já deixou o "BBB", levaram a Polícia Civil a investigar os participantes por intolerância religiosa e racismo.

"Escolhemos música porque é mais rápido, viraliza. Por que não usar para o bem? Estamos sofrendo ataques maldosos, injúrias raciais, estamos em um momento ruim. Mas a internet não é sem lei, estamos nos movendo contra esse tipo de barbárie. O discurso de ódio não combina com o Brasil, mas é um país que não respeita 54% da população negra".

Viralizou

O funk cantado por Dona Verinha, lançado no fim de janeiro, teve mais de 200 mil visualizações no YouTube e cerca de 6 milhões nas redes sociais de Rodrigo, segundo o compositor Pitter Correa, que se aproximou da família de Rodrigo por um amigo.

"Dona Verinha é maravilhosa, toda a família é do bem. A música sempre foi uma forma de expressão. Não tivemos outra ideia sem ser falar pela música. As pessoas entendem", explicou Correa, que também é autor de "Eu me Apaixonei pela Pessoa Errada", sucesso do Exaltasamba no fim dos anos 1990.

Segundo Fábio, depois do lançamento do funk e do clipe com Dona Verinha, ela tem sido chamada para cantar em eventos e festas que são geralmente frequentadas pela família. A dona de casa também foi convidada para mostrar seu funk numa das apresentações da peça "O Pequeno Príncipe Negro", de autoria de Rodrigo, que está em cartaz no Rio. 

"Quando ela foi aos Estúdios Globo [no dia do paredão], foi uma loucura! As pessoas a viram e ficaram cantando o funk", comemora Fábio.

Especial BBB19