Topo

TV e Famosos


Afastado de rádio, Marco Antonio Villa se diz chateado: "Não sou moleque"

Marco Antonio Villa - Reprodução/Jovem Pan
Marco Antonio Villa Imagem: Reprodução/Jovem Pan

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

28/05/2019 19h00

O historiador e comentarista político Marco Antonio Villa foi afastado pela direção da rádio Jovem Pan por 30 dias. Ele foi comunicado da decisão na última sexta-feira (24), logo depois de sua participação no "Jornal da Manhã".

"Não estou de férias nem fui demitido", iniciou Villa, em contato com UOL, por telefone. "O que aconteceu foi o seguinte: após o 'Jornal da Manhã' recebi a comunicação do vice-presidente da empresa [José Carlos Pereira] dizendo que não queria os meus serviços pelos próximos 30 dias", completou.

Ele disse ter recebido o pedido de afastamento com "surpresa". "Recebi o comunicado com surpresa e não gostei, obviamente. Mas é evidente que eu aceitei. Continuo trabalhando, potencializando nas redes sociais, no meu canal no YouTube (enquanto o país está explodindo)", alfineta.

Crítico feroz do governo Bolsonaro, Villa afirmou ainda que as suas análises sempre incomodaram. "Eu sempre tive a postura crítica em relação aos quatro últimos governos: Lula, Dilma, Temer e Bolsonaro. Isso incomoda o nosso poder. O poder nunca gostou de críticas", prossegue.

Embora mantenha críticas ao governo de Jair Bolsonaro, o comentarista político não sabe dizer se o atual presidente foi quem pediu o seu afastamento. "Seria leviandade da minha parte dizer que ele teve um dedo nessa história. Não posso dizer que 'sim', nem que 'não'. Seria uma irresponsabilidade", avalia.

"Não é agradável o que eu estou passando, não sou moleque, tenho história, compromisso com a história. Mas como diz o poeta: 'tenho que manter a espinha ereta e o coração tranquilo'. Não me dobro aos poderosos", avisa.

Questionado se irá retornar ao ar após os 30 dias afastado, Villa afirma não ter decidido: "Estou refletindo se volto ou não".

O afastamento de Marco Antonio Villa gerou repercussão e muita especulação nas redes sociais. O nome do historiador ocupou a lista de assuntos mais comentados no Twitter. "Recebi centenas de mensagens, telefonemas e e-mails ao longo do dia", disse ele, surpreso.

"Bolsonaro nunca pediu 'cabeça'"

Através de comunicado lido por Felipe Moura, diretor de jornalismo da Jovem Pan, a rádio informou que o presidente Bolsonaro nunca pediu a cabeça de ninguém na empresa.

"Antes de continuarmos com o programa, um breve esclarecimento institucional: blogueiros sujos publicaram na internet que o presidente Bolsonaro mandou e a Jovem Pan demitiu o historiador Marco Antonio Villa. O Grupo Jovem Pan informa, nesta terça-feira, 28 de maio de 2019, que são duas fakes news: Villa, nesse período que compreende semanas de maio e junho, está de férias, e Bolsonaro nunca pediu 'cabeça' de qualquer profissional da empresa", disse Moura no programa "Os Pingos Nos Is".

Ao UOL, Villa negou que esteja de férias. "De férias, eu não estou. Nunca tirei férias, não seria agora com essa situação do país que tiraria."

TV e Famosos