PUBLICIDADE
Topo

Cozinheiro faz apelo a Ana Maria e desabafa sobre a Band: "Fui um boneco"

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

30/05/2019 10h06

O cozinheiro Bruno Coutinho, que foi "descoberto" pela repórter Zelda Mello em um mutirão de empregos em reportagem realizada para o "Bom Dia São Paulo", da Globo, lançou uma campanha nas redes sociais para chamar a atenção de Ana Maria Braga e conseguir ser convidado para preparar um prato para ela.

Ele fala do sonho de cozinhar para a apresentadora do "Mais Você" desde a sua primeira entrevista, há pouco mais de dois meses, mas a Band saiu na frente e levou o cozinheiro para o programa "Melhor da Tarde", de Cátia Fonseca.

Coutinho ganhou um emprego ao vivo no restaurante do chef Melchior Neto, de onde pediu demissão pouco tempo depois, e passou a fazer participações como convidado no programa de variedades da Bandeirantes. Mas não era isso o que ele realmente queria."O pessoal da Band não me obrigou e nem colocou a faca no meu pescoço [para ir ao 'Melhor da Tarde'], mas como eu estava cansado, virado sem dormir [ele era o primeiro da fila de desempregados], fui lá e atendi o pedido deles. Mas o meu desejo é conhecer quem eu sempre fui fã, que é a Ana Maria", diz.

Ele conta que naquele dia do mutirão de empregos a produção do "Mais Você" também entrou em contato, mas ele só soube no dia seguinte -- quando já tinha participado do "Melhor da Tarde" e conquistado o emprego no restaurante.

"Não fui induzido [a ir para a Band], mas não pensei bem na hora. Quando cheguei em casa tinham mensagens das duas produtoras da Ana Maria me chamando para o programa, mas meu celular estava desligado por eu ter passado a noite toda na fila [de empregos] e aí acabou a bateria", lamenta.

Cozinheiro Bruno Coutinho participava como convidado do "Melhor da Tarde", na Band, de Cátia Fonseca - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Cozinheiro Bruno Coutinho participava como convidado do "Melhor da Tarde", na Band, de Cátia Fonseca
Imagem: Reprodução/Instagram
Coutinho garante que não teria pensado duas vezes se tivesse falado com a produção de Ana Maria antes de ir para a Band. Embora não tivesse contrato com a Band, ele explica que o fato de ter aparecido na emissora concorrente fez a produção do programa da Globo recuar no convite.

"Não me arrependo pois foi algo que aconteceu pelo celular estar desligado. Se eu tivesse visto a mensagem eu não teria aceitado o convite da Band. A minha prioridade era a Ana Maria. Esse é o meu sonho e ele continua aceso", diz.

O cozinheiro chegou a fazer participações quinzenais no "Melhor da Tarde", mas os telespectadores não voltarão a vê-lo na atração de Cátia Fonseca. "Não estou indo mais. Eles não chamaram mais e eu também nem faço questão. Não tenho mais interesse", afirma.

Ele também alega que nunca recebeu cachê para participar do programa da Band: "Nessa história toda eu não ganhei R$ 1 real. Nem um picolé me pagaram. O único dinheiro que eu ganhei foi a propaganda da pimenta que eu fiz no meu Instagram. Só mandavam o Uber na porta da minha casa e depois para me levar embora [da emissora]".

"Eu fui como um boneco"

O cozinheiro, que saiu de Vitória (ES) para tentar melhores condições de vida na capital paulista, afirma que sentiu manipulado "como um boneco" e que apenas soube da oferta de emprego quando o programa estava ao vivo.

"Cheguei às 11h da manhã na Band e até às 15h ninguém me falou nada de contratação. E aí me convidaram no ar sem falar proposta de salário, para onde eu iria trabalhar... Na hora me contrataram. Não me pediram nem documento. Era como seu eu fosse um boneco jogado nas mãos dos outros", explica.

Somente após um dia de trabalho no restaurante é que ele alega ter sido informado sobre o salário que receberia: "Pelo amor de Deus! Eu preciso trabalhar porque estava sem carteira assinada, mas faço meus bicos e sempre corri atrás. Se for para receber quase a mesma coisa que ganhava fazendo bicos melhor eu continuar só fazendo bicos".

"Ninguém me disse nada. Me pegaram de surpresa. Quando você vai procurar emprego você tem que saber as condições para saber se fica bom para ambas as partes. Não tem como contratar sem você saber nem quanto vai ganhar. Já tinha até trabalhado e não sabia quanto iria receber. Foi tipo uma imposição e esse foi o motivo para eu não ter ficado lá [no restaurante]", afirma.

Ana Maria, chama eu!

No vídeo publicado no Instagram, Coutinho convida os seguidores a se mobilizarem na campanha "Ana Maria, leva o chef Bruno".

"O meu sonho continua de pé e eu não vou desistir. Entraram na frente e atrapalharam o sonho", diz ele no vídeo.

O cozinheiro acredita que com a solidariedade das pessoas ele pode conhecer Ana Maria Braga de perto. "O quartel da PM vai fazer um vídeo e também um time de futebol para pedir a ela que me convide", diz ele.