Topo

Televisão


Isabela diz que mãe ficou contra ela após morte de ator de "Chiquititas"

Isabela Tibcherani e o ator Rafael Miguel - Reprodução/Instagram
Isabela Tibcherani e o ator Rafael Miguel Imagem: Reprodução/Instagram

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

10/06/2019 17h04

Isabela Tibcherani disse hoje à tarde que a mãe ficou contra ela depois que Paulo Cupertino, o pai, matou o ator Rafael Miguel no bairro de Pedreira, na zona sul de São Paulo, ontem à tarde. Isabela e Rafael eram namorados, mas o pai não aceitava o relacionamento do casal.

"Minha mãe não está do meu lado, por incrível que pareça. Ela não vai ajudar nas investigações, mas nem vai precisar disso porque já conseguiram imagens dele. Se fosse pra contar com ela, eu estaria sozinha. Não quero nem vê-la", disse ela, em entrevista ao "Balanço Geral", da TV Record.

Isabela disse ainda que jamais imaginou que o seu pai fosse reagir dessa forma.

"Ainda não consigo acreditar, mas estou me esforçando. Juro que o máximo que pensei que fosse possível era meu pai sair na mão. Mas quando eles [Rafael e os pais] chegaram, ele me mandou entrar e começou a atirar (...) Eu não estou com medo porque não tenho nada a perder, temo pelas pesssoas que estão comigo, que estão me protegendo. Ele não atirou em mim porque não queria", prosseguiu.

Ainda durante a entrevista, Isabela também negou a hipótese de estar grávida de Rafael. "Chegaram a dizer que eu estava grávida, que eles estavam indo pra esclarecer a gravidez, o que não é verdade. A gente estava há muito tempo sem se ver", contou.

O crime

O ator Rafael Miguel, 22 anos, que interpretou Paçoca na novela "Chiquititas", do SBT e seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, Miriam Selma Miguel, de 50, foram assassinados, ontem, por volta das 14h. O ator também ficou famoso por um comercial de TV, gravado na infância, em que pedia para a mãe comprar brócolis.

Segundo o boletim de ocorrência, ao qual a reportagem do UOL teve acesso, Paulo Cupertino era contra o namoro da filha, Isabela Tibcherani, com o ator.

Acompanhado pelos pais, o jovem de 22 anos teria ido até a casa da namorada para conversar sobre o namoro. "O comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, chegou ao local armado e atirou nas três vítimas que estavam no portão da casa. As vítimas morreram do local", diz o boletim.

O caso, registrado como homicídio consumado, é investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime.

Por meio de nota, o SBT lamentou a morte do ator. "O SBT lamenta profundamente a morte de Rafael Henrique Miguel e seus pais. O ator tinha 22 anos e foi morto na tarde deste domingo (09), após ser baleado. No SBT, Rafael interpretou o personagem Bentinho na novela Cristal (2006) e seu trabalho mais recente na emissora foi como Paçoca na novela Chiquititas, exibida em 2013. A emissora lamenta o ocorrido, e deseja que Deus conforte seus familiares e amigos", disse a emissora.

Passagens pela polícia

Paulo Cupertino, principal suspeito de matar o ator Rafael Miguel e os pais, já teve quatro passagens pela polícia, de acordo com informação da 6ª Delegacia Seccional de Polícia Regional de Santo Amaro.

São elas: roubo a banco (1993), furto, lesão corporal e ameaça (2005) e ocorrência de fuga.

A reportagem do UOL não localizou a defesa de Cupertino.

Mais Televisão