Topo

Famosos


Fontenelle celebra "vitória" em processo sobre herança de Marcos Paulo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

10/07/2019 13h50

Antonia Fontenelle se emocionou ao desabafar sobre a briga de quase sete anos na Justiça pela herança do seu companheiro Marcos Paulo, ex-diretor da Globo, que morreu em novembro de 2012.

"Meu advogado me liga para dizer que finalmente, depois de sete anos de muito esculacho, a Justiça me deu ganho de causa. É um ganho moral... Todas as vezes que fui reconhecida foi por unanimidade", desabafou ela, em viagem a Nova York.

Carlos Sanseverino, advogado de Fontenelle, contou ao UOL que vitória em uma das etapas do processo "foi bastante significativa". Ainda cabe recurso na Justiça.

"A vitória impacta totalmente no patrimônio de Marcos Paulo. A extensão e a decisão é bastante significativa. Aguardamos a publicação que deve ocorrer nos próximos dias para comentar mais sobre o assunto. O Tribunal de Justiça do Rio, em votação por unanimidade, de 3 a 0, reconheceu os direitos dela".

A disputa judicial deu início quando Flávia Alessandra era representante da filha, Giulia, fruto do casamento com Marcos Paulo, que na ocasião era menor de idade e com mais duas filhas do ex-diretor da Globo: Mariana, fruto de seu relacionamento com Renata Sorrah e Vanessa, que nasceu do relacionamento com a modelo italiana Tina Serina.

Giulia completou 18 anos em fevereiro do ano passado e trata o assunto diretamente com as suas irmãs, advogados e inventariante.

Até o momento, o UOL não conseguiu contato com o advogado que representa a filha de Flávia Alessandra para saber se ela pretende recorrer da decisão.

Em junho do ano passado, a ministra Maria Isabel Galloti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o agravo em que Antonia Fontenelle pedia o reconhecimento como herdeira do diretor Marcos Paulo.

Flávia Alessanda divulgou uma carta na época na qual ameaçava processar a viúva, alegando que a apresentadora fez ataques a ela e a sua filha Giulia Costa. Em um vídeo em seu perfil no Instagram, Antonia disse perdeu oportunidades de trabalho na Globo por influência de Flávia.

Antonia diz ter direito à herança porque, segundo ela, o diretor teria deixado um documento assinado pouco antes de morrer, segundo o qual ela teria direito a 60% referentes ao dinheiro e aplicações que ele possuía . Esse documento foi aceito pelo TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), que reconheceu a atriz como herdeira.

No ano que Marcos Paulo morreu, o advogado de Fontenelle contou que, após a união estável de sete anos com Antonia, o diretor fez uma alteração em seu testamento. "Em 2005, o Marcos Paulo fez o testamento dele deixando todos os bens para as filhas. Depois de sete anos de casamento com a Antonia, ele entregou uma modificação para o advogado João Paulo Lins e Silva, pedindo que a mulher fosse incluída no testamento", informou Sanseverino.

Já Flávia Alessandra afirma que o testamento deixado registrado por Marcos Paulo e reconhecido pela Justiça beneficia somente Giulia e as outras duas filhas dele.

Famosos