Topo

TV e Famosos


"Acabou a mamata": web vê referências a Bolsonaro e Dilma em série da Globo

Maria Tereza faz sinal de "arminha" durante cena de "Filhos da Pátria" - Reprodução/TV Globo
Maria Tereza faz sinal de "arminha" durante cena de "Filhos da Pátria" Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

08/10/2019 23h47

Internautas enxergaram referências ao governo de Bolsonaro em diálogos exibidos pela série "Filhos da Pátria", da Globo. Isso ocorreu em frases como "Acabou a mamata", "menino veste azul e menina veste rosa" ou quando um dos personagens faz o tradicional sinal de arma. (Veja foto acima)

Em sua segunda temporada, "Filhos da Pátria" conta a história da família Bulhosa, formada por Geraldo (Alexandre Nero), Maria Teresa (Fernanda Torres) e os filhos Geraldinho (Johnny Massaro) e Catarina (Lara Tremourox) estão em 1930, na Era Vargas/Washington Luís.

Os episódios retratam o Brasil político da época e a influência da sociedade com a chegada do rádio com cenas de humor repletas de referências ao país atual.

Em uma das cenas, por exemplo, militares cercam o palácio onde vive o presidente Washington Luís, com o objetivo de tirá-lo do poder, e um dos tenentes da 1ª Brigada de Cavalaria diz.

"A nossa República caiu. Acabou a mamata, a corrupção, os conchavos, troca de favores, o cabide de empregos", grita o tenente, citando uma das frases mais usadas por Bolsonaro durante a campanha na eleição do ano passado.

Em outra cena, Maria Teresa (Fernanda Torres) vê um dos filhos vestido com roupa de mulher e lamenta.

"Deus, por que não me fulminas? Eu criei os meus filhos para serem cordeiros seus e eles se transformam em ovelhas negras. Menino veste azul, menina veste rosa", afirma a personagem, lembrando a polêmica lançada pela ministra Damares Alves no início do ano.

O impeachment de Dilma Rousseff (PT), ocorrido em maio de 2016, também foi lembrado pela série. Isso acontece quando Maria Teresa faz panelaço --forma de protesto bastante utilizado principalmente contra a ex-presidente-- e pede a saída de Washington Luís usando a famosa frase "Tchau, querido".

"Quem é esse barbado que querem tirar fora?", questiona. Ao ouvir que se trata de Washington Luís, o presidente, a personagem insiste. "E pode tirar um presidente assim só porque o povo quer? Adorei isso. 'Não gostei de você, rua'.Tchau, barbado. Tchau, querido."

Nas redes sociais, internautas perceberam as críticas implícitas.

Mais TV e Famosos