Topo

Televisão


Danilo Vieira explica por que o apelido de Repórter Gato o incomoda

O repórter da Globo Danilo Vieira está no elenco do reality musical Popstar - Paulo Belote/Globo
O repórter da Globo Danilo Vieira está no elenco do reality musical Popstar Imagem: Paulo Belote/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

11/10/2019 04h00

Danilo Vieira é chamado de Repórter Gato nas redes sociais, e o apelido ganha força sempre que ele aparece em reportagens nos telejornais do Rio e no Jornal Nacional. O jornalista foi escalado para fazer parte do elenco do Popstar, reality musical da Globo que estreia dia 27, e comentou o que acha da sua fama de galã.

"Me incomoda um pouquinho, porque acho que é mentiroso [risos]. A primeira parte é verdade, sou um repórter, mas, gato, eu agradeço se me acham, só que não me considero. Tento pautar minha carreira e ser reconhecido pelos meus textos, pelas minhas ideias, pelas coisas que eu faço, até porque a gente vai mudando, né?", contou ele nos bastidores do programa.

"Se eu ficar nessa de repórter gato, daqui a dez anos eu perco o emprego. É um elogio, fico lisonjeado. Mas a minha preocupação é outra, sei bem onde devo me manter", completou.

Apesar de estar mergulhado no mundo do entretenimento nos últimos dias, com visitas frequentes aos Estúdios Globo, onde são gravadas as novelas e principais programas da emissora, Danilo descarta deixar o jornalismo para se aventurar como apresentador, a exemplo de como fizeram Fátima Bernardes, Patrícia Poeta e Fernanda Gentil.

"Não penso nisso. Acho que a participação no Popstar é um parêntese. Me vejo muito como jornalista, fazendo o que eu faço, onde estou já caminhando. Bem ou mal, estou aqui profissionalmente, trabalhando pela TV Globo", conta ele, dizendo estranhar o clima de viver um dia de popstar rodeado de uma megaprodução.

"No jornalismo, a gente está acostumado a lidar com acontecimentos tão perturbadores, a gente está sempre numa correria louca, enfrentando situações horrorosas. Estar aqui nessas luzes todas do palco, é muito doido, um ambiente completamente diferente. Esse contraste é muito forte, me impacta de uma forma que ainda estou tentando descobrir qual é."

"Não esperem muita coisa da minha performance"

O interesse pela música começou na adolescência, quando aprendeu violão e formou uma banda com amigos.

"Sempre me mantive muito atento à música. Minha relação com a música é de gostar de fazer, mas não saber muito como fazer. Nunca me considerei talentoso para viver de música, mas sempre gostei de estar perto. Participar de um programa desses para quem gosta é chuchu beleza."

No repertório, o público pode esperar de Danilo muita música brasileira, que vai do pop ao samba.

"Não esperem muita coisa da minha performance. A gente nunca sabe como vai ser a surpresa de quem ouve. Quando você canta em casa, com amigos, você acha que está legal. Mas vou cantar com gente muito profissional, os caras são os melhores instrumentistas do Brasil. Vou ter que me apresentar de uma forma quase profissional, aí você vai percebendo os detalhes, as coisas que passaram batido ou coisas que você não consegue fazer. É muito diferente. Fiquei surpreso, achei que fosse mais fácil, então não sei o que vai rolar."

Colega de Danilo, Renata Capucci participou no ano passado do Popstar. A jornalista fez sucesso cantando Isn't She Lovely (Stevie Wonder), Meu Lugar (Arlindo Cruz/Mauro Diniz) e Garganta (Totonho Villeroy).

"Ela me ligou falando que estava sabendo que eu ia participar do programa e já me encheu de dicas. Ela fez uma trajetória brilhante no programa, a gente torceu muito na redação. O que ela me falou é o que é verdade. 'Danilo, você vai fazer bons amigos'", contou o jornalista.

Televisão