Topo

Famosos


Brasileira chora ao perder título de Miss Teen Earth 2019; entenda caso

Caio Coletti

Do UOL, em São Paulo

15/11/2019 09h27

A brasileira Giovanna Casagrande, que venceu o concurso Miss Teen Earth 2019 em cerimônia no Equador, perdeu o seu título após insistir em comparecer a uma edição do concurso no Brasil.

Segundo Giovanna, o organizador internacional do concurso teve uma briga com o organizador da sucursal brasileira, e pediu que ela não comparecesse ao evento. No Instragram, ela atacou o Miss Teen Earth, declarando que foi "vítima de uma briga de interesses" e que não quis "ser usada para atingir uma desavença do coordenador internacional".

A brasileira ainda disse que a organização a acusou de romper um contrato que ela nunca assinou: "Fui a um concurso internacional, cumpri com todas as minhas obrigações e não rompi o tal contrato que estão falando, porque não tinha esse contrato. Eu nunca assinei nenhum contrato com o Miss Teen Earth".

"O que aconteceu foi que hoje, uma hora da manhã, eu recebi a notícia que eu fui 'destronada', alegando que eu quebrei esse contrato que não existe, que eu não assinei. Aliás, eu desafio alguma pessoa a encontrar esse contrato que eu assinei, porque eu não assinei nada", continuou.

Organização contesta versão de brasileira

Falando ao UOL, Rodrigo Moreira, CEO do Miss Teen Earth International, contestou Giovanna, embora tenha confirmado que não houve assinatura de contrato por parte da brasileira.

"Ela legalmente não tem nenhuma relação com o nosso concurso, nem antes nem depois da cerimônia realizada no Equador. O diretor nacional [do Miss Teen Earth Brasil] lidou conosco apenas de forma informal entre 2017 e 2019", comentou.

Moreira justificou que, por isso, pediu a Giovanna que não comparecesse ao Miss Teen Earth Brasil de 2019. Segundo o organizador, o diretor brasileiro do concurso se recusou a assinar um contrato formal com a matriz global, o que acarretaria, entre outras coisas, no pagamento de uma taxa de franqueamento.

"Ela [Giovanna] recebeu sua coroa e seus prêmios quando venceu o concurso, e manteve a imagem de ganhadora do título. Portanto, tinha uma dívida com o nosso concurso, apesar de não haver documentos dizendo isso", disse ainda.

"Eu pedi a Srta. Giovanna que não fosse ao evento no Brasil. Ela respondeu de forma negativa, motivo pelo qual, com o justo direito de diretor, e por desobediência e desacato de uma ordem, a retiramos o seu título", declarou também.

Miss Teen Earth Brasil

Giovanna, por sua vez, contou porque insistiu no comparecimento ao Miss Teen Earth Brasil: "Eu briguei por isso, porque tem muitas meninas que vão estar lá, que estão esperando que eu vá lá. Eu tenho esse compromisso com as pessoas acima de tudo, porque as pessoas me elegeram e me ajudaram muito".

"Então nós discutimos, eu não aceitei de forma alguma, eu fui firme nas coisas que eu estava falando, tinha certeza dos meus direitos. Depois que eu cedi ao que ele pediu, de não ir como Miss Teen Earth ao evento, ele me proibiu de ir como pessoa. E a Constituição Federal Brasileira me alega o direito de ir e vir", justificou.

A brasileira ainda frisou que 'tem como provar" tudo o que está alegando contra a organização do Miss Teen Earth. "Fui destronada ilegalmente, porque eu não assinei nenhum contrato, nunca tive nenhum contrato com a franquia internacional, mesmo que eu tenha solicitado [isso] diversas vezes", disse.

Famosos