PUBLICIDADE
Topo

Com protagonista prostituta, nova novela da Record dispensa cenas de sexo

Miguel (Rafael Sardão) e Angélica Poderosa (Day Mesquita) vão se apaixonar na novela Amor Sem Igual - Blad Meneghel/ Record TV
Miguel (Rafael Sardão) e Angélica Poderosa (Day Mesquita) vão se apaixonar na novela Amor Sem Igual Imagem: Blad Meneghel/ Record TV

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

10/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Amor Sem Igual, nova novela da Record, estreia hoje às 20h30
  • Protagonizada pela prostituta Angélica Poderosa (Day Mesquita), a novela não terá cenas de sexo
  • A autora Cristianne Fridman diz que Amor Sem Igual é para toda a "família brasileira"

Amor Sem Igual, nova novela da Record, estreia hoje às 20h30 protagonizada pela prostituta Angélica Poderosa (Day Mesquita), uma mulher forte, que sofreu abuso na infância, foi rejeitada pelo pai e tem dificuldade em acreditar no amor. Escrita por Cristianne Fridman, a novela, apesar de ter um núcleo formado por garotas de programa e até um clube privê, não terá cenas de sexo. A autora fez questão de ressaltar que é para toda a família assistir junto no sofá.

"Quando a gente fala que a mocinha é uma garota de programa, é bom alertar que a história da novela é romântica, não é uma história de um mergulho no mundo da prostituição. Então, a família brasileira, papai e mamãe, todo o mundo pode assistir", diz Cristianne.

O clipe exibido no evento que marcou o lançamento da novela, no Rio de Janeiro, mostrou, no entanto, que a trama terá muitas cenas de violência. Angélica e o agrônomo Miguel (Rafael Sardão) cruzam olhares enquanto ela começa seu expediente em um posto de gasolina e ele para para abastecer o carro. A partir daí, tem início o romance, que, para apimentar a trama, enfrentará percalços pelo caminho.

Day Mesquita vive a prostituta Angélica Poderosa em Amor Sem Igual - Blad Meneghel/ Record TV - Blad Meneghel/ Record TV
Day Mesquita vive a prostituta Angélica Poderosa em Amor Sem Igual
Imagem: Blad Meneghel/ Record TV

Poderosa sofrerá um acidente de carro, causado propositalmente pelo vilão Bernardo (Heitor Martinez), e será agredida a mando do seu meio-irmão Tobias (Thiago Rodrigues), que teme dividir a herança com a irmã bastarda. Ela é fruto do relacionamento da mãe, que foi amante do poderoso empresário Ramiro (Juan Alba).

"A Record foi muito ousada em propor uma novela, cuja protagonista é uma garota de programa. A dramaturgia da emissora vem inovando. Nós não temos mais aquele triângulo da mocinha com o mocinho, aí entra um terceiro elemento. Nós não estamos inventando a roda, não, mas estamos traduzindo isso para uma linguagem mais moderna. Novela não é seriado. A novela pode ser ágil, pode ter toda estrutura de um folhetim e ter também inovações", explica a autora.

Fridman destacou a importância de a emissora investir num segundo horário de novela, "num país que não está dando tanto valor ao entretenimento e à arte. "Então, a gente tem que louvar uma emissora que está produzindo e gerando empregos."

A autora diz que novela é entretenimento e explica que todas as questões sociais que estão em Amor Sem Igual não são abordadas de forma didática.

"Elas fazem parte do universo dos personagens. Nós temos, por exemplo, o Mercado Municipal de São Paulo, o bom convívio do paulista, o chinês, o japonês e o nordestino. O filho do Oxente [Ernani Morais] é perseguido por neonazistas, então, a novela também traz isso à tona. A gente tem que respeitar essas diferenças, parar com essa violência e com tanto preconceito."

Novelas