PUBLICIDADE
Topo

Pugliesi abraça seu cão após diagnóstico de coronavírus: 'Bichos não pegam'

Gabriela Pugliesi, diagnosticada com coronavírus, e seu cão - Reprodução/Instagram
Gabriela Pugliesi, diagnosticada com coronavírus, e seu cão Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL

12/03/2020 18h54

Gabriela Pugliesi, diagnosticada com coronavírus, terá de ficar um tempo longe de abraços e beijos humanos. A influenciadora, no entanto, está bem suprida de carinho e atenção: ela postou hoje, no Instagram, uma foto abraçada a seu cachorro.

"Tudo tem seu lado bom! Bichos não pegam corona e posso ficar agarrada! Obrigada Deus", escreveu, como legenda da imagem.

A musa fitness de 34 anos fez um teste para o coronavírusontem no hospital Albert Einstein, em São Paulo, após sentir mal-estar e ter febre. O resultado positivo chegou nesta tarde.

Gabriela participou, no fim de semana, da festa de casamento de sua irmã, Marcella Minelli. Um dos convidados, que chegou dos Estados Unidos, teria infectado outras pessoas na cerimônia, realizada em Itacaré (BA).

"Nem passava pela minha cabeça. Eu realmente estava crente que era de bebida, de festa e tal", disse Gabriela, sobre o desconforto que sentiu nos últimos dias.

Sem evidências de contaminação de pets

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que não há evidências de que pets, como cachorros e gatos, possam ser infectados pelo novo coronavírus. Também não há evidências de que os animais domésticos possam transmitir a doença a humanos.

Ainda assim, o orgão mundial aconselha a lavagem das mãos com água e sabão após o contato com os animais.