PUBLICIDADE
Topo

Pyong Lee vai depor sobre assédios no 'BBB 20': 'Errei e não vou esconder'

Pyong, o oitavo eliminado do "BBB 20" - Reprodução/Globo
Pyong, o oitavo eliminado do 'BBB 20' Imagem: Reprodução/Globo

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

24/03/2020 04h00

Uma semana depois de sair do "BBB 20", Pyong Lee ainda tem pendências do programa para resolver. Ele foi convocado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro a depor sobre as acusações de assédio a Marcela e Flayslane em uma das festas. O hipnólogo confirmou ao UOL que já foi intimado e apenas aguarda a confirmação da data. "Estou disposto a responder e esclarecer tudo o que for preciso", adianta o agora ex-BBB.

A abertura da investigação foi motivada pela repercussão nas redes sociais, de acordo com a delegada Catarina Noble, responsável pelo caso. Os espectadores se revoltaram com atitudes de Pyong após ele tentar beijar Marcela e apalpar Flayslane na festa Guerra e Paz. Na época, as hashtags "Fora Pyong" e "Pyong Expulso" foram parar nos trending topics do Twitter e o hipnólogo foi advertido no confessionário.

"Estou com a consciência tranquila. Eu errei, não vou mentir, não vou esconder, e não preciso fazer isso. Inclusive já pedi desculpas publicamente dentro do 'Big Brother'. E aqui fora eu sabia que teria consequências e eu vou lidar com as consequências dos meus atos."

O oitavo eliminado do 'BBB' já foi perdoado pela esposa, Sammy Lee, e desde quinta-feira passada está ao lado dela e do filho na casa deles na Grande São Paulo. Dentro do reality show, as sisters também perdoaram Pyong. Marcela e Flayslane também serão intimadas a depor assim que deixarem o programa.

"Quando o ser humano erra —e todo mundo erra— é reconhecer, pedir perdão para as pessoas que se ofenderam, para as pessoas envolvidas, e não repetir mais o erro. Estou comprometido, não repeti o erro lá dentro e não vou repetir mais aqui fora."

Coronavírus: 'Mais sério do que eu imaginava'

De volta ao mundo exterior, Pyong foi o primeiro eliminado a sair sem plateia no paredão. Ele deixou a casa ciente da pandemia de coronavírus pelo mundo, já que os confinados foram informados por Tiago Leifert um dia antes da eliminação, mas diz que mesmo assim ficou surpreso com o que encontrou aqui fora.

Senti que agravou a situação e está mais sério do que eu imaginava. Lá dentro, eu esqueci do impacto que isso ia causar no geral, na economia do país e tal. Então estava o caos, mais do que eu imaginava. Quando o Tiago falou que eram 200 casos e uma morte, achei que estava muito no início ainda.

Dono de uma escola de hipnose, ele e o sócio mandaram os funcionários ficarem em casa e agora preparam uma série de lives no Instagram de Pyong Lee para ajudar as pessoas a lidarem com a ansiedade na quarentena.

Aprendendo a ser pai

Pyong Lee com o filho Jake - Reprodução/Instagram
Pyong Lee com o filho Jake
Imagem: Reprodução/Instagram

Já Pyong está, por enquanto, tranquilo com seu próprio confinamento.

É muito maluco que eu saí de um confinamento e entrei em outro. Só que esse confinamento está sendo muito prazeroso e muito legal, estou totalmente focado agora nesse momento família. Estou curtindo o meu filho, aprendendo a cuidar do Jake

Pai de primeira viagem, ele diz que não se arrepende de suas decisões. "É um peso muito grande ter perdido esse momento tão importante [o nascimento do filho], porém foi uma decisão que eu e a Sammy tomamos lá atrás, e estou colhendo bons frutos. E tenho certeza que depois que passar toda essa loucura vai ser melhor ainda."

A resposta à fama do BBB veio em reconhecimento de seu trabalho como hipnólogo e números ainda maiores nas redes sociais. "No Instagram foi surreal, insano o crescimento. Cresci só nessa última semana mais de 1 milhão de seguidores. Desde a eliminação. O YouTube sempre foi minha maior plataforma, porém o Instagram acabou de igualar", comenta Pyong, que agora tem 7,5 milhões em cada uma das redes. Antes do "BBB 20" seu Instagram tinha 2,3 milhões de seguidores.

Torcida beneficiou Babu

Pyong com Rafa, uma das possíveis campeãs na visão de jogo dele - Reprodução/Globoplay
Pyong com Rafa, uma das possíveis campeãs na visão de jogo dele
Imagem: Reprodução/Globoplay

Pyong admite seu erro. Ele quebrou uma regra ao praticamente pedir para ser colocado no paredão. Mas, mesmo eliminado, vê uma leitura errada do público sobre seu adversário: Babu.

Eu não contava com algumas variáveis aqui fora. Foi uma falha na observação. E também não contava com uma torcida gigante de artistas, de jogador de futebol, de youtubers que fizeram mutirão para me tirar da casa.

Considerado um dos jogadores mais brilhantes da história do "BBB", fato ressaltado até pelo apresentador Tiago Leifert, Pyong lamenta os 4% de diferença de votos que o tiraram da casa com 51,7% dos votos. "Prova que a minha leitura não estava tão errada porque o Babu, apesar de ele ter uma torcida forte, teve só 4% menos que eu."

Além do risco de se colocar no paredão, Pyong lamenta a intepretação de suas atitudes por parte do público.

As pessoas começaram a me achar soberbo. Eu chamaria de autoconfiança. Estava confiante nos resultados dos últimos paredões. Minha jogada foi um 'all-in'. No poker a gente chama de 'all-in' quando aposta todas as fichas. Eu corri o risco. Aqueles 4% não bateram, e eu acabei saindo. E eu sabia que tinha essa possibilidade.

'Prior pode chegar à final, mas não vence'

Pyong diz que não tem assistido mais o programa por causa dos cuidados com o filho recém-nascido, mas faz suas apostas sobre o jogo até onde pode acompanhar.

Posso dizer que a Rafa, a Thelma e a Manu são fortes concorrentes. Eu acho que o Prior pode chegar na final, mas não acho que ele ganhe. Nem ele, nem o Babu. Essa é a minha leitura atual, prevendo uns cinco episódios. Mas eu devia acompanhar e assistir tudo lá dentro para analisar melhor

Próximo de praticamente todos os integrantes do grupo que se auto-nominou "comunidade hippie", Pyong prefere não declarar torcida, mas vê potencial em Rafa Kalliman. "Vendo aqui fora acho que a minha leitura e os meus sentimentos estavam corretos. Eu já estava muito mais próximo da Rafa do que de outras pessoas porque desde o início a gente se identificou muito. Acredito que a Rafa tenha uma boa performance lá dentro. E a Manu também", conclui.

Bolsonarista? Não é bem assim

Além das tretas dentro da casa, Pyong teve que lidar com outras questões aqui fora. A primeira delas, que incomodou muito alguns fãs do programa, foi uma possível posição bolsonarista, já que o youtuber apareceu em uma foto ao lado de Luciano Hang. O empresário, dono da Havan. é um dos maiores entusiastas do presidente Jair Bolsonaro e financiou parte da campanha eleitoral.

Segundo Pyong, a foto não tem relação com seu posicionamento político, e sim com uma propaganda que ele fez para a loja. "Ele é empresário e dono de uma empresa que me contratou para fazer uma campanha. Então independentemente do apoio, da ideologia dele, eu o conheci por causa de trabalho. Fui contratado pela empresa dele, como todos artistas fazem", explica.

Olhando de fora, ele acredita, sim, que isso possa ter prejudicado sua imagem, mas não o suficiente para eliminá-lo do "BBB". Prevendo a crise, chegou a deixar um vídeo gravado para o seu canal do YouTube falando de posicionamento político. "Não entendi muito bem o lance, mas imaginei que talvez as pessoas pudessem ter uma leitura dessa e já deixei gravado esse vídeo. Eu acho que pode sim ter influenciado, mas não foi muito grande essa influência."

Treta com Felipe Neto

Outra treta, essa completamente inesperada, foi a campanha que Felipe Neto fez para tirar Pyong da casa. O youtuber engrossou a torcida a favor de Babu e, sem dar os motivos, deixou claro que não queria ver mais Pyong no jogo. O hipnólogo explica a relação com o colega de plataforma fora da casa.

"A gente já teve uma discussão na internet porque fiz uma brincadeira e ele provocou em outro vídeo. Mas nada muito grave. A gente foi levando isso, mas achei que era besteira eu pedir desculpas para ele publicamente. Mandei um vídeo no privado, ele não respondeu mais e tinha até esquecido", relembra.

Eu não sei mesmo porque ele tem esse ranço, esse ódio por mim. Ou é amor, né? Ele deve me amar muito Pyong Lee sobre sua relação com Felipe Neto

Especial BBB20