PUBLICIDADE
Topo

Huck pede ação do governo, e alerta: "Fome está chegando antes da doença"

Luciano Huck disse que a fome está chegando antes da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus - Reprodução/TV Globo
Luciano Huck disse que a fome está chegando antes da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus
Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 16h25

Virtual candidato à presidência da República, Luciano Huck disse que a fome está chegando antes da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, e que estamos a um passo do caos social. O apresentador pediu ação urgente do governo de Jair Bolsonaro.

"A fome esta chegando antes da doença. Não é hora de guerra politica. Isso não é um tuíte com qualquer verniz ideológico. É fato", escreveu ele, nas redes sociais. "Nas comunidades Brasil a fora, mulheres e homens já deixam de comer pra alimentar seus filhos. Mas por enquanto, ainda têm de ficar em casa pra se proteger do coronavírus. Isso também é fato. A sociedade precisa agir e fortalecer a solidariedade".

Diante da situação, Huck aconselhou a distribuição de renda e cestas básicas à população mais pobre.

"E o Governo tem de mostrar agora sua capacidade de execução. É urgente distribuir cestas básicas e transferir dinheiro pro bolso de quem precisa. Tudo isso para 'ontem'. Estamos a um passo do caos social", alertou.

Número de mortos cresceu

O Ministério da Saúde anunciou ontem, em coletiva de imprensa, que subiu para 57 o número de mortes devido ao novo coronavírus no Brasil —na terça, as autoridades contabilizavam 46 vítimas. Ao todo, são 2.433 casos oficiais confirmados no país.

"Os números estão crescendo num ritmo aproximadamente igual ao dos últimos dias", explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a respeito da taxa de letalidade do coronavírus no país, de 2,4%.

O vírus já infectou mais de 350 mil pessoas em todo mundo e matou mais de 16 mil em 170 países, segundo dados desta semana da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Famosos