PUBLICIDADE
Topo

Famosos


'Medo o tempo todo', conta Leonardo Vieira sobre quarentena em Portugal

Ator Leonardo Vieira - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Ator Leonardo Vieira Imagem: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Colaboração para o UOL

26/03/2020 13h31

O ator Leonardo Vieira mudou-se para Portugal em 2018 e hoje, vive em Lisboa com o marido, Leandro Fonseca. Os dois estão juntos há quase 10 anos e são papais de cachorros de estimação. Em entrevista à Marie Claire, ele contou que o clima é tenso na Europa, grande foco do novo coronavírus.

Desde que começou a quarentena, o ator contou que os contatos físicos em casa não são mais permitidos: "O medo está presente o tempo todo, até mesmo dentro de casa, mas não adianta entrar em pânico. O que temos que fazer é seguir as recomendações e principalmente cuidar muito da higiene pessoal ao voltar da rua e nos lugares públicos, como farmácia e supermercados, manter a distância de no mínimo 1,5 m".

Diferente do Brasil, a população de Portugal tem colaborado com o isolamento - antes mesmo das exigências do país. "Aqui o clima é de total colaboração da população. Antes do governo pedir isolamento, o cidadão já estava fazendo a sua parte e evitando lugares públicos. Muitas empresas também liberaram seus funcionários para trabalharem de casa antes mesmo do governo pedir. Minha academia de ginástica, onde eu malho, mandou um comunicado cancelando as atividades sem data limite de retorno. Cancelaram a cobrança também e ainda mandam treinos pelo Instagram, para seus clientes treinarem em casa", contou Leonardo.

"Os lugares públicos como museus, escolas, bibliotecas, estão fechados. Os restaurantes e bares estão fechados e, quando estavam abertos, mantinham mesas com distância mínima de 1,5 m. Os supermercados controlam a entrada de clientes, permitindo um número máximo de pessoas ali dentro. Nas filas para se entrar em farmácias e mercados, as pessoas mantém a distância de mais de 1,5 m. Os portos estão fechados e as fronteiras também, só liberadas para a entrada de produtos e residentes", completou.

Leonardo relatou que seu trabalho e do marido não foram afetados ainda, mas já se preocupa com o futuro, pois tem um apartamento para alugar e vê que as pessoas não tem mais interesse nisso.

"O Leandro trabalha para uma das maiores empresas de telefonia da Europa e quase 100% dos funcionários estão trabalhando remotamente em sistema de home office. Os jornais ainda não estão falando de demissão em massa. Ainda é cedo para saber o quanto isso vai custar financeiramente para nós, mas com certeza a economia do mundo inteiro será afetada. Em relação às consequências financeiras na minha vida, o que tenho percebido é que as pessoas pararam de visitar imóveis para alugar ou comprar. Como estou com um apartamento vazio, desalugado, me parece que não será fácil alugá-lo, pois as visitas de interessados foram canceladas", disse o ator.

Famosos